Você está aqui: Página Inicial / Campi / Reitoria / Notícias / Integração e recordes marcam a edição 2017 dos jogos dos servidores do IFRN
Qualidade de vida

Integração e recordes marcam a edição 2017 dos jogos dos servidores do IFRN

17/08/2017 - Em quatro dias, oito modalidades esportivas reuniram técnicos e professores no Campus Natal-Central do Instituto

Integração e recordes marcam a edição 2017 dos jogos dos servidores do IFRN

Os jogos aconteceram de 10 a 13 de agosto, no Campus Natal-Central.

Com 520 inscrições para participação em quatro dias de competição e mais de 40 horas de programação esportiva, a edição 2017 dos Jogos Intercampi dos Servidores do IFRN foi marcada por recordes, entrosamento e disputas saudáveis. Isso é o que Allan Costa, da Coordenação de Atenção à Saúde do Servidor, setor integrante da Diretoria de Gestão de Pessoas (DiGPE), aponta como saldo dos jogos: “com muita alegria e integração por parte dos servidores, foram dezenas de jogos e partidas com disputas de futsal, basquete, voleibol, queimada, tênis de mesa, natação, xadrez e atletismo, em pista e a corrida de rua”. Os jogos aconteceram de 10 a 13 de agosto, no Campus Natal-Central.

Contando com a parceria da Associação dos Servidores do IFRN, que forneceu frutas e água mineral para os participantes ao longo do evento, Allan disse ainda que a edição deste ano, embora menor que em anos anteriores, teve participação extremamente positiva para a organização: “o Intercampi 2017 foi o primeiro em que o atestado médico foi obrigatório. Sem querer burocratizar, a intenção foi estimular os servidores à submissão a exames que comprovassem sua aptidão para competir. E isso não interferiu nas inscrições. Acredito que algumas restrições orçamentárias tenham influído, mas, ainda assim, foram mais de 500 inscritos, finalizou.

Depoimentos

Essa animação junta-se ao depoimento de alguns dos atletas que participaram da competição, como as veteranas Ana Márcia, do Campus Natal-Central e Izabel Cocentino, do IFRN São Paulo do Potengi:

“Participei de todas as edições do Intercampi. Este ano ganhei quatro medalhas, uma de ouro e três de prata, competindo no Futsal, no Basquete, Queimada, Tênis de Mesa e na Corrida de rua. A edição 2017 do Intercampi foi maravilhosa. O fato de a gente ter jogado com colegas de vários campi da escola deu uma mexida nas equipes e só aumentou as amizades. Passamos a conhecer mais as pessoas. Sempre acho que esses jogos são uma forma de desopilar, de tirar o estresse e de promover saúde para os servidores”. Ana Márcia Melo, que ganhou quatro medalhas, é Assistente em Administração no Campus Natal-Central.

"Atividades como o Intercampi servem para integrar tanto os servidores do mesmo campus, seja jogando junto ou torcendo para a equipe, como para reencontrar colegas de outros campi pelos quais tenhamos passado, e, ainda para conhecer colegas servidores de campi distantes. Esse ano, em particular, foi bem interessante: com a mistura nos polos nas modalidades coletivas, enquanto éramos companheiras de time na queimada, éramos adversárias no futsal, por exemplo. Isso encheu de dinâmica a participação das equipes, mostrando que o IFRN, mesmo sendo múltiplo, é um só." Izabel Cocentino, ouro na Queimada e no Futsal e prata no Salto em Altura e no Revezamento 4x100, é Técnica de Laboratório no Campus São Paulo do Potengi

Já os novatos Kaizzer Lima, do Campus Pau dos Ferros, Roberto Camilo e Andrea Silva, ambos do Campus Nova Cruz, se mostraram empolgados com os jogos, que surpreendeu e superou expectativas:

“Como tenho pouco tempo de IFRN, essa foi minha primeira participação no JICS. Me inscrevi nas modalidades do Futsal, Natação, Basquete e Atletismo. Foi no Atletismo, inclusive, que obtive ótimo resultado, quebrando recorde no Salto em Altura. A experiência com o Intercampi foi bastante importante, principalmente pela interação e prática esportiva. Acho que oportunidades como essa mostram que muitas vezes temos potencial que nem mesmo conhecemos. Foi um momento muito bom de integração, pois o entrosamento das equipes se mostra mais forte e mais presente. Isso sem contar com a integração sistêmica, pois a gente conhece pessoas de fora, de outros campi. Posso dizer que sou presença garantida nos JICS 2018”. Kaizzer Lima, que ganhou oito medalhas, é administrador no Campus Pau dos Ferros.

“Foi minha primeira participação, superou minha expectativa e me deixou muito feliz. Eu acho que cumpriu o papel principal, que é a união entre todos. Espero que se desenvolva cada vez mais, pois é uma ferramenta importante do nosso Instituto no sentido da promoção de saúde e interação. Parabenizo os organizadores”. Roberto Cesar Barros Camilo, bronze no futsal, é Auxiliar em Administração no Campus Nova Cruz.

“Foi a minha primeira experiência com os JIC’s. Eu realmente não imaginava como era importante esse evento para a integração entre servidores, os do nosso próprio Campus e os colegas de outras unidades do IFRN. Tenho certeza que esse evento só tende a crescer e engajar mais e mais servidores”. Andrea Silva, ouro na Corrida de Rua e no Basquete, é professora de Química Analítica no Campus Nova Cruz.

Para Ivana Silva, da comissão organizadora do Intercampi e professora de Educação Física do Campus Natal-Central, a intenção dos jogos é confraternizar, unir e solidarizar, sem esquecer que é uma competição: “a gente quer ganhar, mas ganhar, acima de tudo, com respeito, carinho e solidariedade. Nesse sentido, pude observar como foi legal a particularidade dessa edição. A organização dos polos permitiu que, quando numa modalidade você estava como adversária, na outra, competia-se junto as colegas de outros campi".

A professora ainda destacou lições de sala de aula que percebeu na prática, durante os jogos: “Sempre falo para os meus alunos que essas são oportunidades de crescimento para a vida; agora digo para nós, servidores e adultos: é um crescimento para o companheirismo, para a valorização do trabalho em equipe. Mesmo que menos servidores tenham participado dos jogos deste ano, a gente não pode deixar a peteca cair, temos de valorizar, pois o Intercampi tem que continuar”, declarou.

Campeão dos JICS 2017

Levando em consideração os critérios de pontuação, que incluíam medalhas conquistadas e recordes batidos, com a marca de 105 pontos, o Campus Pau dos Ferros é o Campeão Geral dos JICS 2017, seguido pelo Campus Parnamirim, que ficou com 82 pontos. Completando o pódio, o 3º lugar foi do Campus Macau, atingindo o valor de 63 pontos. 

Segundo Allan, cada medalha de ouro conquistada valeu 5 pontos, prata, 3 pontos, e bronze, 1 ponto. “Além disso, em situações em que novos recordes foram estabelecidos, a pontuação da medalha de ouro foi dobrada”, disse o servidor.

Campus Ouro + pontos Prata + pontos Bronze + pontos Pontuação total
Pau dos Ferros 95 12  110 
Parnamirim 55  20  17  82 
Macau 45 18  63 
Natal-Central 15 27  47 
Santa Cruz 20 18  41 

Ações do documento

Página em carregamento