Você está aqui: Página Inicial / Campi / Reitoria / Notícias / IFRN conquista 12 medalhas em competição de História
Olimpíada

IFRN conquista 12 medalhas em competição de História

24/08/2017 - Alunos de seis campi levaram três medalhas de ouro, cinco de prata e quatro de bronze

IFRN conquista 12 medalhas em competição de História

Delegação CNAT sendo parabenizada pelo Diretor Geral do Campus

Atletas têm sua rotina de treinos, acompanhamento dos técnicos, alimentação balanceada e atividades que aliviem a tensão para, no fim, alcançarem seu objetivo: vencer as competições das quais participam e trazer para casa a sua medalha, o seu troféu. Não diferente deles, um grupo de alunos do Instituto Federal do Rio Grande do Norte retornou ao estado no início dessa semana após uma competição acirrada: a Olimpíada Nacional em História do Brasil.
O treino desses alunos foi nas salas de aula, nas bibliotecas do instituto e em suas casas; seus técnicos foram os professores de história; sua alimentação, o conhecimento; e sua tensão foi aliviada pelo companheirismo entre cada equipe. O resultado não podia ser diferente: das 16 medalhas que vieram para o Rio Grande do Norte, 12 foram do IFRN.

“Uma experiência inesquecível, desde as orientações para as fases online até a premiação que, confesso, não esperava. Estar entre as 15 melhores equipes do Brasil foi e está sendo incrível, principalmente pelo fato de, enquanto protagonista das lutas do povo negro, poder argumentar com propriedade sobre as problemáticas por nós vivenciadas, como um grito de resistência” comentou a aluna Isabelly Araujo, integrante da equipe Orates da História, do Campus Natal-Central.

O Instituto levou três medalhas de ouro através das equipes Doppelganger (PDF), Maria Felipa de Oliveira e Orates da História (CNAT); cinco de prata pelas equipes Café Musain e Mosqueteiros (MO), Marxmallow (AP), Trinity (PDF) e Sobre Netuno, taured e kitsch (CNAT); além de quatro medalhas de bronze com as equipes Níkaia (SGA), Pimentas do Reino (SPP), Luta, substantivo feminino (CNAT) e Três é demais? (PDF). O Estado ainda ganhou mais uma medalha de ouro, duas de prata e uma de bronze.

Veterano no evento, o professor de história Francisco Carlos, pontuou sobre a importância de um ambiente saudável para a competição: “O clima em geral era especial, o envolvimento com todas as discussões e as temáticas estudadas era de alto nível”. O professor Reginaldo Carlos foi orientador na olimpíada pela primeira vez e relatou sua experiência: “é de grande valor para minha formação por me permitir observar a maneira como os alunos absorvem o conhecimento, a visão que eles têm e a maneira como eles se apropriam desse conhecimento para usá-lo nas fases da competição” comentou.

O Evento

A Olimpíada Nacional em História do Brasil é realizada por uma das maiores universidades da América Latina, a Unicamp. O evento é composto inicialmente por cinco fases online. As equipes classificadas em todas as etapas conquistam o direito de participar da fase presencial que, este ano, aconteceu nos dias 19 e 20 de agosto, em Campinas/SP. Ao todo, foram mais de 12 mil estudantes envolvidos, sendo 307 finalistas e apenas 75 equipes medalhistas. O Rio Grande do Norte foi o segundo colocado no Nordeste, sendo ultrapassado apenas pelo Ceará. Das 52 medalhas que vieram para a Região, 12 foram do IFRN.

Confira a lista das equipes, com os alunos integrantes e seus respectivos campi:

Doppelganger (Ouro) – Campus Pau dos Ferros
Leidjane Alves, Estela Barreto e Alice Barreto

Maria Felipa de Oliveira (Ouro) – Campus Natal-Central
Beatriz Bomtempo, Marcos Adriano Rocha e Nestor Caetano

Orates da HistóriaCampus Natal-Central
Carlos Romero, Isabelly Araújo e João Mendes

Café Musain (Prata) – Campus Mossoró
Lázaro Mendes, Thalita Alves e Alícia Chaves

Mosqueteiros (Prata) – Campus Mossoró
Pedro Gabriel de Melo, José Gomes e Pedro Arthur da Cunha

Marxmallow (Prata) – Campus Apodi
Iandra Beatriz, Lucas Patrícios e Vitória Júlia

Trinity (Prata) – Campus Pau dos Ferros
Kelvin Araujo, William Caetano e Paulo Queiroz

Sobre Netuno, taured e kitsch (Prata) – Campus Natal-Central
Daniel Lins, João Vitor Pinheiro e Maria Cecília De Souza

Níkaia (Bronze) – Campus São Gonçalo do Amarante
Maria Laura Jales, Matheus Olegario e Ohanna de Macena

Pimentas do Reino (Bronze) – Campus São Paulo do Potengi
Ana Oliveira, Luiz Araujo e Anna Fonseca

Luta, substantivo feminino (Bronze) – Campus Natal-Central
Maria Beatriz Varella, Nathalia Maia e Willany Lauyne Ananias

Três é demais? (Bronze) – Campus Pau dos Ferros
Camila Vitória, Aline Bessa e João Marcos de Fontes

 

Ações do documento

Tags: , ,
Página em carregamento