Você está aqui: Página Inicial / Campi / Natal - Zona Norte / Notícias / Jovens conquistam menções honrosas em fórum de pesquisadores no Chile
PREMIAÇÃO

Jovens conquistam menções honrosas em fórum de pesquisadores no Chile

04/09/2019 - Delegação levou à mostra pesquisas desenvolvidas no Campus. Evento terminou na sexta (30)

Jovens conquistam menções honrosas em fórum de pesquisadores no Chile

Daniel foi um dos alunos do Campus no evento. Em sua pesquisa, propõe utilizar fibra da casca do coco verde para produzir fibrocimento

A noite de sexta-feira (30) foi comemoração para três estudantes. Daniel Santos, Eloiza Duarte e Rayslanny Barbosa receberam no Foro Internacional de Ciencia e Ingenieria (FICI 2019), em Santiago, no Chile, duas menções honrosas pelos seus projetos de pesquisa.

 

Fibrocimento: eficiência e sustentabilidade

O Projeto Fibrocimento, desenvolvido por Daniel, de Eletrônica, propõe a aplicação e tratamento adequados da fibra de coco verde para utilização como carga na produção de fibrocimento, material resultante, nesse caso, da união do cimento com fibras vegetais, a partir do estudo de modificações dessas fibras, aumentando sua resistência e molhabilidade. O trabalho, outrora desenvolvido pelos estudantes Caio Pereira e Júlia Nunes, recebe orientação do professor Roberto Lima.

Para o aluno, é interessante aproveitar a fibra do coco verde, o qual, segundo dados da Urbana, compõe cerca de 20% do total de rejeitos orgânicos coletados por dia em Natal. "A adição dessa fibra na fabricação de material de alvenaria é uma estratégia economicamente viável e sustentável, tendo em vista a redução dos custos das construções de cisternas, coberturas e moradias, com ganho significativo em eficiência energética. O seu uso ajuda, ainda, a combater o descarte inadequado de milhões de toneladas desse material que causa problemas ambientais, contribuindo para a formação de gases do efeito estufa", disse.

A equipe constatou por meio de medições de temperatura, utilizando protótipos na forma de pequenos telhados aplicados em maquetes com as mesmas dimensões, que a fibra de coco verde apresenta grande eficiência no que diz respeito ao isolamento térmico, apresentando potencial no ramo energético, dada a significativa redução de consumo de energia elétrica que pode oferecer.

Vale salientar que a participação do aluno no evento só foi possível graças aos recursos obtidos no Campus e na Pró-Reitoria de Pesquisa do IFRN, destinado a fomentar a participação de estudantes em eventos de caráter acadêmico-científico. 


Biofilme que prolonga vida útil de alimentos

Para resolver a problemática do desperdício de frutas e hortaliças, Eloiza e Rayslanny deram sequência à produção e ao aperfeiçoamento de um biofilme comestível, que, ao ser envolvido em alimentos como acerolas, cajás, pimentões, morangos, tomates e uvas, reduz as taxas de degradação das frutas e hortaliças, apresentando uma alternativa natural e viável para a obtenção de um maior tempo de conservação dos alimentos. "Conseguimos prolongar o tempo de preservação desses alimentos em até 15 dias fora da geladeira", revelou Rayslanny. 

Pela primeira vez no exterior, a estudante não tentou esconder a alegria de participar do fórum de pesquisadores. "Sempre imaginei que estudar no IFRN poderia me levar longe, mas não tão longe como a outro país. Quando recebemos o credenciamento para o FICI, não tínhamos noção do quanto seria construtiva a experiência. Somos adolescentes de família humilde, da Zona Norte de Natal, periferia da cidade, que naturalmente não teriam condições de sonhar com uma apresentação de trabalho em um evento internacional", comentou.

A jovem também agradeceu o apoio institucional para avançar o projeto. "Estamos nessa pesquisa há dois anos e é gratificante vê-la evoluir. Isso vale mais que prêmios e medalhas! Mais que isso: construímos uma amizade muito forte com o nosso orientador Roberto, que se tornou um amigo. Por fim, somos imensamente gratas às oportunidades que esta Instituição nos oferece".

Ações do documento

Página em carregamento