Você está aqui: Página Inicial / Campi / Natal - Central / Notícias / Lançamento de Projeto de Extensão lota miniauditório do Campus Natal Central
Física

Lançamento de Projeto de Extensão lota miniauditório do Campus Natal Central

19/05/2017 - Projeto visa inclusão científica de docentes de física, além da interação com alunos de todo RN.

Lançamento de Projeto de Extensão lota miniauditório do Campus Natal Central

Foto: Jônatas Moura

Nessa sexta-feira, 19/05, o lançamento do projeto de Extensão "Inclusão Científica: do conhecimento à divulgação da física de partículas", marcado pela palestra "Pequena introdução ao modelo padrão das partículas elementares e suas interações”, do professor Ronai Lisbôa da UFRN, lotou o miniauditório do Campus Natal Central (CNAT). 

De acordo com o palestrante, a ideia foi desmistificar a física e apresentá-la enquanto ciência que faz parte da vida: "Procurei levar para os alunos a divulgação da física enquanto ciência moderna, contemporânea. Algumas observações que apresentei aqui são conceitos que eles têm contato no cotidiano e nem têm conhecimento disso."

O objetivo do projeto é promover uma formação continuada para professores de diversos campi do IFRN sobre o ensino e divulgação científica na Física de Partículas, para a produção do primeiro MasterClass sobre o tema no Instituto e a realização de Visitas Virtuais ao Experimento ATLAS.

"É um projeto voltado para inclusão científica de professores e alunos do IFRN, como também de todo o Rio Grande do Norte. Com o suporte da plataforma moodle, através do apoio do campus EAD, os alunos podem interagir, assistir palestras, participar de oficinas. Qualquer um pode participar, é voltado para toda a sociedade, por isso, é um projeto de extensão", explicou o professor Amadeu Albino, coordenador do projeto.

Segundo Maria da Glória Albino, professora do IFRN, que também participa do projeto dando o suporte pedagógico, a ideia central é incluir os professores para que eles se atualizem sobre as pesquisas de física nas mais diversas instituições do mundo: " É preciso dar o suporte para que haja uma profissionalização docente, para que o professor tenha os seguintes saberes: pedagógico, científico e político e, assim, compartilhe com seus alunos", explicou ela. O professor Flávio Urbano, um dos professores que integram o projeto, complementou ressaltando a importância de levar o nome do IFRN para o cenário internacional, deixando, assim, a Instituição em evidência no tocante à divulgação científica de Física.

Estão envolvidos na ação de extensão oito Campi do Instituto Federal no Estado e quinze pesquisadores das instituições envolvidas: Organização Europeia para a Pesquisa Nuclear (CERN), Laboratório de Instrumentação e Física Experimental de Partículas (LIP), Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), além do IFRN. A meta é alcançar 50 professores, 100 estudantes do superior e 500 alunos do ensino médio.

 

 

Ações do documento

Página em carregamento