Você está aqui: Página Inicial / Campi / Natal - Central / Notícias / CNAT realiza seminário sobre segurança e saúde no trabalho
Segurança

CNAT realiza seminário sobre segurança e saúde no trabalho

13/04/2016 - Evento acontece no auditório a partir das 13 horas

CNAT realiza seminário sobre segurança e saúde no trabalho

Imagem: Google

Em homenagem ao “Dia Mundial em Memória às Vítimas de Acidentes e Doenças do Trabalho”, celebrado no dia 28 de abril, o Campus Natal Central realizará o III Seminário de Segurança e Saúde no Trabalho IFRN 2016, com palestras relacionadas ao tema neste dia, a partir das 13 horas, no auditório do CNAT.

O evento, realizado em parceria com o Campus/EaD do IFRN, com a Associação Brasileira de Higienistas Ocupacionais (ABHO), com a Associação dos Engenheiros de Segurança do Trabalho (AEST-RN), com o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA-RN), com a Fundacentro, com o Tribunal Regional do Trabalho (TRT-RN), com o Ministério Público do Trabalho (MPT), com o Centro de Referência de Saúde do Trabalhador (CEREST) e com a Associação Brasileira de Conscientização para os Perigos da Eletricidade (ABRACOPEL), é destinado aos alunos, professores, profissionais da segurança e saúde, bem como para o público em geral. 

Programação

13:00 - Credenciamento:
13:30 - Mesa de abertura;
14:00 – Apresentação cultural;
14:30 – Palestra do PhD Jonas Eduardo Gonzales Lemos – Professor do IFRN;
15:30 – Palestra da Dr.ª Ileana Neiva Mousinho – Procuradora do Trabalho;
16:30 – Palestra do Sr. Alexandre Fascina –  da Empresa Chrompack Instrumentos;
17:30 – Palestra do Dr. Zéu Palmeira Sobrinho – Juiz do Trabalho;
18:30 – Intervalo;
19:30 – Palestra do Sr. José Hélio Lopes Batista – Psicólogo, da Fundação Jorge Duprat Figueiredo de Segurança e Medicina do Trabalho (Fundacentro).

 

Faça sua inscrição no link.

 

Mais informações pelo e-mail 28abril.ifrn@gmail.com ou através do telefone 4005.9921.


A importância da prevenção

A Organização Internacional do Trabalho (OIT) alerta para a situação inaceitável de 2,3 milhões de mortes por ano com acidentes e doenças do trabalho. Cerca de 860 mil pessoas sofrem algum tipo de ferimento todos os dias no mundo, gerando custos globais, diretos e indiretos de 2,8 trilhões de dólares, ou quase 7 trilhões de reais. 

Segundo dados do último Anuário Estatístico da Previdência Social (AEPS), foram registrados 704.136 acidentes de trabalho no Brasil. Desse total, 2.783 pessoas vieram a óbito. O Rio Grande do Norte registrou 7.074 acidentes de trabalho e 32 mortes.

A prevenção é mais eficaz e tem menos custo que o tratamento e a reabilitação. É de extrema relevância, criar uma atuação articulada propondo mecanismos eficazes de prevenção nos acidentes e também nas enfermidades decorrentes do trabalho, que geram prejuízos irreparáveis aos trabalhadores, as suas respectivas famílias, à seguridade social e, por consequência, a toda a sociedade.

Sobre a data

Em 2003, a OIT adotou o 28 de abril como o dia oficial da segurança e saúde nos locais de trabalho. O movimento começou no Canadá e espalhou-se por diversos países, sendo organizado por sindicatos, federações, confederações locais e internacionais. A data foi escolhida em razão de um acidente que matou 78 trabalhadores em uma mina no estado da Virgínia, nos Estados Unidos, em 1969. 

Em maio de 2005, foi instituído no Brasil o Dia Nacional em Memória das Vítimas de Acidentes e Doenças do Trabalho, a ser celebrado em 28 de abril a cada ano, pela Lei nº 11.121/2005.

 

Ações do documento

Página em carregamento