Você está aqui: Página Inicial / Campi / João Câmara / Notícias / Campus já está fabricando sabão sustentável a partir do óleo residual de cozinha

Campus já está fabricando sabão sustentável a partir do óleo residual de cozinha

19/07/2011 - O óleo foi colhido mediante as campanhas de doação promovidas pelos alunos.

          O Projeto de Educação Ambiental desenvolvido nas Escolas Públicas do Mato Grande pelos alunos Ambientalistas do Campus João Câmara avançou em sua estratégia ecológica nesse ano de 2011, passando a coletar e fabricar sabão sustentável a partir do óleo residual de cozinha. O objetivo  do Projeto foi, primeiramente, orientar e conscientizar nossos alunos e comunidades locais quanto aos malefícios que esse óleo causa à natureza quando descartados indevidamente nas pias ou no solo.

          Depois procuramos, através de pesquisas, avaliar o nível de conhecimentos da sociedade local quanto à destinação que ela estava dando ao óleo  que utilizava em suas residências ou comércios e se estava disposta a contribuir com a preservação da natureza, doando esse óleo com a finalidade social de ajudar as lavadeiras carentes da cidade, através da transformação do produto em sabão, atividade essa de sustentabilidade.

         Asseguradas as doações de óleo, o professor Antonio Olavo, coordenador do Projeto, fez duas viagens a João Pessoa, onde, através de uma incubadora que funciona  no IFPB, descobriu a comunidade rural  de Engenho Velho, onde participou de oficinas e aprendeu a fabricar o sabão sustentável, além de conhecer a história de vida de oito mulheres da comunidade/associação local que começaram cada uma com um capital de R$ 5,00 e funcionando num pequeno quarto de 4x4 metros nos fundos da casa de uma delas. Hoje, com apenas dois anos do negócio montado, cada uma tem uma retirada média de R$ 380,00. As atividades e responsabilidades de comprar matéria-prima, de atuar no processo de fabricação, além  da comercialização do sabão, são divididas entre todas.

         São essas lições de vida  e lutas pela sobrevivência, como a dessas mulheres, que estão sendo repassadas para alunos com visões cooperativistas ou empreendedoras,  participantes das oficinas aqui no Campus, bem como nas comunidades rurais, associações de bairro, igrejas, clubes, escolas apoiadas por nós e para onde as oficinas forem levadas durante todo esse 2º semestre.

         Já foram realizadas  duas oficinas de sabão nesse final de semestre aqui no IF, sendo as amostras distribuidas com alunos e servidores , para tentar ampliar a campanha e a participação de todos quanto a doação do óleo, fórmulas foram distribuidas gratuitamente com pessoas interessadas em produzirem o sabão para seu consumo individual, além de ter sido feito um folder ilustrado, explicando todas as mazelas que o óleo é capaz de causar a natureza.

         Caso as doações de óleo aconteçam em maior volume daqui para a frente, pretendemos chegar ao objetivo social do Projeto, que é beneficiar as lavadeiras e pessoas pobres da cidade,  trocando um litro de óleo por uma barra de sabão de 200ml, além de capacitá-las, numa 2ª etapa, para a fabricação do sabão.

         Como o Projeto tem o apoio técnico  do professor de Química Luiz Nascimento, pedagogicamente, os nossos alunos também estão sendo beneficiados, conhecendo a composição do sabão, estudando fórmulas e produtos e ampliando assim os seus conhecimentos e competências sobre essa disciplina.

           Disponibilizamos para os alunos um tambor de 200 litros, colocado  na portaria do IF, para facilitar a vinda do óleo transportado de casa ou das cidades vizinhas pelos interessados no Projeto. Estaremos também fazendo, nesse 2º semestre,  a ampliação da coleta do óleo, divulgando-o no rádio, com faixas pela cidade, nos jornais eletrônicos do IF, emails e outras mídias utilizadas mais comumente pelos alunos, no intuito de ampliarmos  o processo de conscientização e de educação para com as práticas ambientalistas/conservacionistas, através da orientação do descarte correto e da  retirada ecologicamente sustentável desse óleo das residências, transformando-o e agregando valor ao mesmo, além de  incentivar o empreendedorismo com geração de renda e mais inclusão social, atendendo ainda ao objetivo social e inovador do projeto, que é, como já dissemos, incentivar as comunidades mais carentes a realizarem a troca do óleo por sabão.

       As nossas Oficinas de Fabricação do Sabão estarão também à disposição de todos os IFs do estado, sendo necessário que cada escola ou área social  desenvolva uma campanha ambiental com seus alunos para juntarem 20 litros de óleo que iremos lá realizar duas oficinas, levando todo o material complementar necessário, sem custos para a unidade, bastando nos contactar pelo email institucional (antonio.olavo@ifrn.edu.br).

Ações do documento

Página em carregamento