Você está aqui: Página Inicial / Campi / Pau dos Ferros / Notícias / Disciplinas em módulos, momentos síncronos e assíncronos: saiba como funcionarão as aulas em 2021.1
ENSINO

Disciplinas em módulos, momentos síncronos e assíncronos: saiba como funcionarão as aulas em 2021.1

19/05/2021 - As aulas terão início em 31 de maio de forma remota em 21 campi do IFRN

 Disciplinas em módulos, momentos síncronos e assíncronos: saiba como funcionarão as aulas em 2021.1

Atualização nas diretrizes pedagógicas para o ensino remoto emergencial foram aprovadas pelo Conselho Superior do IFRN, o Consup.

Estamos em contagem regressiva. Faltam 13 dias para o começo do ano letivo 2021 para mais de 40 mil estudantes do IFRN. Antes disso, no período de  26 a 28 de maio, os servidores docentes e técnicos administrativos dos 22 campi da Instituição participarão do encontro pedagógico, momento de preparação e ajustes para o ano letivo 2021.


As diretrizes do ano letivo foram aprovadas pelo Conselho Superior do IFRN (Consup/IFRN) e geraram a  Resolução 21/2021 (leia o documento na íntegra). A resolução vale enquanto perdurar a adoção do ensino remoto emergencial e traz informações e orientações sobre diversos tópicos relativos à organização do dia a dia das aulas.


Um desses pontos diz respeito à oferta de disciplinas por meio de módulos de ensino. Uma prática diferente do que é comumente adotado para o ensino presencial. "Basicamente, ao invés de cursarem todas as disciplinas durante todo o semestre, as disciplinas são ofertadas por módulo. Então temos um número menor de disciplinas, ofertadas num espaço mais curto de tempo", explica Amélia Reis, Diretora Pedagógica do IFRN. A composição dos módulos, por sua vez,  foi definida no âmbito das diretorias acadêmicas de cada um dos campi do IFRN. Dessa forma, o número de módulos pode ser diferente por campus.


Para quem já é aluno do IFRN, a oferta de disciplinas em módulo não será novidade no ano letivo de 2021. "Os módulos cumpriram o que era esperado: as matérias foram bem distribuídas, não me senti sobrecarregado. Mesmo com o ensino remoto, tivemos aulas bastante dinâmicas, atividades que exigiam esforço e criatividade. Muitos professores conseguiram se adaptar e manter o nível de aula muito bom", afirma Nicolas Henrique, estudante do 4º ano de edificações do Campus São Paulo do Potengi do IFRN.


Aulas ocorrem com momentos síncronos e assíncronos

Diferente do que ocorre no ensino presencial, o ensino remoto ocorre através de encontros e momentos síncronos e assíncronos. Os momentos síncronos são os que ocorrem com hora marcada, nos quais professor e estudantes da turma interagem "ao vivo" através das plataformas de ensino escolhidas. Os conteúdos das disciplinas são trabalhados também através de momentos assíncronos, momentos de estudo realizados pelo estudante, seguindo seu ritmo individual, sem a presença simultânea do professor. "É importante explicar que cada disciplina terá, pelo menos, um momento síncrono semanal e que no caso dos momentos assíncronos, os professores disponibilizam indicações de materiais de estudo, atividades, entre outros materiais", explica Amélia Reis.


Além desses pontos, a Resolução 21/2021 do Conselho Superior (Consup/IFRN) orienta que as aulas síncronas devem, preferencialmente, ser gravadas pelo professor e disponibilizadas aos alunos por meio de plataforma virtual escolhida pelo próprio docente. O é dado via solicitação do aluno e comprovação da necessidade. O documento prevê ainda que, em casos de impossibilidade da gravação da aula, por quaisquer motivos, o estudante deverá solicitar ao professor para disponibilizar o material equivalente ao assunto trabalhado em aula síncrona. O documento define ainda que as turmas só poderão ter, no máximo, três disciplinas diferentes com momentos síncronos no mesmo dia.


Dicas para a adaptação ao ensino remoto

Priorizar a presença nas atividades síncronas com a turma, usar a câmera para interagir sempre que possível,  embora o uso da câmera pelo aluno seja facultativo, evitar falar de assuntos que fogem ao tema da aula no chat durante o encontro síncrono, tirar todas as dúvidas com colegas e professor e não acumular atividades para não ficar no sufoco no final do módulo, são algumas das dicas dos veteranos para os calouros. "Se organizar, separar o tempo de estudo e das outras atividades, montar um cronograma. Todas essas ações contribuem para conseguir organizar melhor o tempo de estudo", é o que conta Ayuri Bezerra, também estudante do quarto ano de edificações do Campus São Paulo do Potengi.


"Estar em ensino remoto não é fácil, estar na presença dos alunos, interagir, pensar em projetos e eventos presenciais, faz toda a diferença e faz muita falta. Contudo, precisamos nos reinventar, ter resiliência e agradecer, pois nos tempos atuais, termos saúde e trabalho já é tanto que os desafios vão se tornando menores.", afirma a docente do Campus Canguaretama, Darlyne Fontes. Além dessas dicas, fica a dica da redação, caso você tenha alguma dificuldade, procure a coordenação do seu curso ou a Equipe Técnico Pedagógica do seu Campus e relate, para que a equipe responsável possa te ajudar.


::: CONTEÚDO RELACIONADO:

11/05/2021: Publicada  resolução com atualização de diretrizes pedagógicas.

Ações do documento

Página em carregamento