Você está aqui: Página Inicial / Campi / Natal - Cidade Alta / Notícias / Comunidade acadêmica aprova mudança de nome do Campus
Centro Histórico

Comunidade acadêmica aprova mudança de nome do Campus

04/04/2022 - 206 participantes responderam a enquete, votação resultou na maioria de acordo com a mudança

Comunidade acadêmica aprova mudança de nome do Campus

O Campus da Cidade Alta é o único que funciona em dois prédios diferentes.

Como etapa do processo de mudança do nome do Campus Natal - Cidade Alta do Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN), foi divulgado o resultado final da enquete de votação para avaliação da única proposta apresentada, “Natal - Centro Histórico”. Entre os dias 30 e 31 de março, 206 participantes distribuídos entre funcionários e estudantes puderam avaliar a proposta através do módulo do Suap. Dentre os números, 144 (69,90%) concordaram com a mudança e 62 (30,10%) se abstiveram.

A sugestão de mudança de nome do Campus é discutida desde 2015, em virtude das dificuldades de comunicação causadas pelo nome atual e o exercício em duas unidades em bairros distintos. O diretor-geral da unidade, Ayres Charles, informou sobre os planos para os próximos passos: “Realizaremos um relatório que incluirão nossas interações, cronograma de ações, consulta à comunidade acadêmica e publicação do resultado. Ao finalizar, daremos entrada no processo para alteração do nome do Campus”, explicou. Os prédios que sediam o Campus passarão a ser chamados por Unidade Rocas e Unidade Cidade Alta respectivamente.

O estudante de Eventos, Pedro Venâncio, acredita que além de resolver os ruídos de comunicação, o nome aprovado pela comunidade acadêmica reafirma a importância da inserção do IFRN nos bairros que mais precisam da sua atuação: "Com essa ação, o Centro Histórico de Natal avança em suas fronteiras pré-estabelecidas (Ribeira - Cidade Alta) e abraça as Rocas, reafirmando a importância do bairro para a nossa história (...) Espero que com isso consigamos inserir cada vez mais a comunidade local em nossa instituição, com projetos de ensino, pesquisa e extensão voltados para o desenvolvimento da região, dever da educação pública", comentou o estudante, que também fez parte da comissão organizadora.

Um Centro de histórias

Datado do início do século XX, o antigo casarão que abrigou a Escola de Aprendizes Artífices, o Liceu Industrial e a Escola Industrial de Natal foi palco de centenas de histórias. Entre as décadas de 20 e 30, passou por diferentes reformas, numa das quais ganhou o piso superior e a fachada que o caracteriza.

Na década de 1970, o prédio histórico foi concedido à Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), que instalou no local, entre outros órgãos, sua Televisão Universitária, ali funcionando até 1995. Mais de uma década se passou, e, motivada pela iminência do centenário do então Centro Federal de Educação Profissional e Tecnológica (Cefet-RN) e pelo estado de abandono em que se encontrava o prédio, o edifício foi reivindicado e reintegrado, sua reinauguração ocorreu em 23 de setembro de 2009.

Em abril de 2016, o Campus Natal - Cidade Alta inaugurou sua primeira ampliação: uma nova unidade no histórico bairro das Rocas, a cerca de 2 km de distância de seu histórico prédio na Avenida Rio Branco. O edifício da Unidade Rocas também abrigou muitas histórias, pois costumava funcionar a antiga Rotunda, sede da oficina de recuperação das locomotivas e vagões da Rede Ferroviária Federal (Refesa). Hoje, as novas dependências contam com diversas salas de aula, quadra poliesportiva, pista de skate e estacionamento ampliado para estudantes e funcionários. As principais atividades do Campus se concentram nos eixos tecnológicos voltados à produção cultural, multimídia, eventos, turismo e lazer.

Acesse

Mudança de nome - IFRN Campus-Natal Cidade Alta

Ações do documento

Página em carregamento