Você está aqui: Página Inicial / Campi / Ipanguaçu / Institucional / Histórico

Histórico

A história do Campus Ipanguaçu remonta à antiga Fazenda-Escola Cenecista Professor Arnaldo Arsênio de Azevedo, criada em 1988, pela Campanha Nacional das Escolas da Comunidade – CNEC, em parceria com o DNOCS – Departamento Nacional de Obras contra a Seca.

Em março de 1999, após um diagnóstico que constatou a falta de perspectivas de funcionamento da Fazenda-Escola, o Pólo de Desenvolvimento Integrado Açu-Mossoró e a Ong DESENVALE sugeriram a transformação da escola em um Centro de Tecnologias em Agronegócios do Vale do Assu, que passou a ser gerenciado pelo então CEFET-RN.

Em 2006, o CETANVALE foi contemplado pelo MEC com a instalação da Unidade de Ensino de Ipanguaçu, integrando a 1ª fase de expansão da rede federal de educação profissional e tecnológica.

Situada na microrregião do Vale do Açu, cuja principal atividade econômica é a agricultura irrigada, o Campus Ipanguaçu atende a uma população de cerca de 153.711 habitantes, residentes dos municípios assuenses (estimativas do IBGE 2018).

Sua oferta educacional vem ao encontro das demandas identificadas para capacitação de profissionais em cursos técnicos, superiores e de formação inicial e continuada nas áreas de meio ambiente e informática, com possibilidade de ampliação para as áreas de pesca, construção civil e segurança do trabalho, atendendo às necessidades de profissionalização de jovens e adultos, proporcionando educação profissional pública, gratuita e de qualidade, além de permitir uma adequada requalificação dos profissionais que atuam nessas áreas, como forma de melhorar os serviços por eles prestados.

Ações do documento

Página em carregamento