Você está aqui: Página Inicial / Antigos / Campi / Natal - Central / Notícias / Colóquio de Educação Profissional discute diretrizes para a construção do primeiro mestrado do IFRN

Colóquio de Educação Profissional discute diretrizes para a construção do primeiro mestrado do IFRN


Com um auditório lotado e boa participação nas salas receptoras de videoconferência dos campi do IFRN, foi aberto hoje (19) pela manhã, no Campus Avançado Cidade Alta, o Colóquio de Produção do Conhecimento em Educação Profissional.

A iniciativa do Núcleo de Pesquisa em Educação (NUPED), vinculado ao Campus Natal-Central, e coordenado pelo prof. Dante Henrique Moura, constitui mais um passo na construção do Mestrado em Educação Profissional, o primeiro oferecido exclusivamente pelo Instituto, previsto para ser implantado em 2012.

Nas suas palavras de abertura, o prof. Dante explicou que as origens dessa proposta de mestrado remontam a discussões e pesquisas realizadas no âmbito da especialização em Educação Profissional Técnica Integrada ao Ensino Médio na Modalidade de Educação de Jovens e Adultos, coordenada pelo NUPED e em execução há cerca de três anos no IFRN.

Ele disse ainda que a construção dessa pós-graduação também resulta de um diálogo com professores e pesquisadores que atuam em outras instituições de ensino superior, como as Universidades Estadual e Federal do Rio Grande do Norte, nos campos das políticas públicas, educação e trabalho, educação integrada ao ensino técnico na modalidade EJA, entre outros.

A expectativa do Núcleo de Pesquisa em relação à oferta desse programa é não apenas formar profissionais e pesquisadores para atuar no âmbito dos sistemas de ensino municipal, estadual e federal, como também possibilitar a reconfiguração das licenciaturas atualmente ministradas pelo IFRN, bem como a verticalização dos seus formandos.

Como a ideia do Colóquio é também pensar nas possíveis linhas de pesquisa do programa de Mestrado em Educação Profissional,  a conferência de abertura refletiu sobre as relações entre trabalho e educação e suas implicações na produção do conhecimento em educação profissional. A palestrante convidada foi a professora do IF Nilópolis/RJ, Marise Nogueira Ramos, vinculada à pós-graduação em Educação Profissional em Saúde, da Fundação Osvaldo Cruz.

Para Marize Ramos, a produção do conhecimento em Educação Profissional implica compreender a história da formação e deformação do homem, pelo e para o trabalho,  a partir das condições materiais de produção de sua existência. Requer, ainda, entender as relações tensas e contraditórias presentes numa sociedade dividida pelo trabalho manual e intelectual.

Várias são os desafios, segundo ela, que podem direcionar a produção do conhecimento nesse mestrado em educação: investigar as mediações históricas que fizeram com que a formação do trabalhador se pautasse pela negação inicial à ampliação do conhecimento científico? Por que a formação deve estar restrita à força de trabalho como mercadoria? Qual o papel dos conhecimentos gerais e específicos nessa formação? Quais devem ser as especificidades das diversas modalidades de formação do trabalhador por meio da educação profissional? 

São questões que, segundo ela, podem auxiliar na construção de linhas de pesquisa e das diretrizes estruturantes desse programa de pós-graduação.

A mesa temática dessa tarde será coordenada pelas professoras Maria Ciavatta/UFF e
Marisa Rocha Brandão/CEFET-RJ, que discutirão as perspectivas e os limites da formação nos cursos de graduação tecnológica.

Serviço

Transmissão pela internet: http://webconf.rnp.br/uab_ifrn
E-mail para perguntas: nuped.cnat@ifrn.edu.br


Colóquio de Educação Profissional discute diretrizes para a construção do primeiro mestrado do IFRN
Imagem atual JPEG image — 422 KB

A mesa de abertura contou com a presença do Reitor do IFRN, Belchior Rocha, representantes do SINASEFE, da FUNCERN e órgãos convidados. Foto: Arilene Lucena

Ações do documento

Página em carregamento