Você está aqui: Página Inicial / Pesquisa e Inovação / Núcleo de Inovação Tecnológica / Núcleo de Inovação Tecnológica

Núcleo de Inovação Tecnológica

O Núcleo de Inovação Tecnológica (NIT) do IFRN , criado oficialmente em 20 de maio de 2011, está vinculado a Pró-Reitoria de Pesquisa e Inovação. O órgão tem por objetivo central gerir a Política de Inovação e coordenar de modo sistêmico o programa de Multincubação Tecnológica do IFRN.

 

Estrutura do NIT

 
O órgão tem como foco a manutenção da política de proteção das inovações, o licenciamento e a transferência de tecnologias para o setor produtivo e o desenvolvimento de projetos de empreendedorismo, com ações direcionadas a Incubação de Empresas nos campi do IFRN e a criação de empresas juniores. Na sua estrutura operacional, o NIT é composto por dois setores: inovação e empreendedorismo. 


O Setor de Inovação trata de questões relacionadas à pesquisa aplicada a geração de inovações e a proteção de ativos de propriedade intelectual. O Setor de Empreendedorismo é responsável por articular o Programa de Multincubação Tecnológica (MIT) em âmbito institucional e disseminar a cultura do empreendedorismo inovador, favorecendo a geração de oportunidades de negócios, a partir da aplicação de pesquisas aplicadas intensivas em conhecimento e transferência de tecnologia para o setor produtivo. A coordenação do NIT é de responsabilidade da Diretoria de Inovação Tecnológica (DITEC), atualmente pelo Prof. Dr. Rodrigo Siqueira Martins.

 

Competências do NIT

 

 Nos termos da Lei de Inovação (L10973), as principais competências legais são:

  1. zelar pela manutenção da política institucional de estímulo à proteção das criações, licenciamento, inovação e outras formas de transferência de tecnologia;
  2. avaliar e classificar os resultados decorrentes de atividades e projetos de pesquisa para o atendimento das disposições legais;
  3. avaliar solicitação de inventor independente para adoção de invenção;
  4. opinar pela conveniência e promover a proteção das criações desenvolvidas na instituição;
  5. opinar quanto à conveniência de divulgação das criações desenvolvidas na instituição, passíveis de proteção intelectual;
  6. acompanhar o processamento dos pedidos e a manutenção dos títulos de propriedade intelectual da instituição;
  7. desenvolver estudos de prospecção tecnológica e de inteligência competitiva no campo da propriedade intelectual, de forma a orientar as ações de inovação da ICT;
  8. desenvolver estudos e estratégias para a transferência de inovação gerada pela ICT;
  9. promover e acompanhar o relacionamento da ICT com empresas, conforme as atividades previstas legalmente; e
  10. negociar e gerir os acordos de transferência de tecnologia oriunda da ICT.

Resoluções

Res. Nº 07/2011-CONSUP - Criação do Núcleo de Inovação Tecnológica (NIT)

Res. Nº 08/2011-CONSUP - Regimento Interno do NIT

 

Ações do documento

Página em carregamento