Você está aqui: Página Inicial / Campi / São Gonçalo do Amarante / Institucional / Histórico

Histórico

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte – IFRN é uma instituição de ensino médio, técnico-profissional, superior e outras modalidades de ensino vinculada ao Ministério da Educação. Resultado da transformação do antigo CEFET (Lei 11.892/08), o IFRN tem como função social promover educação científico-tecnológico-humanística visando à formação integral do profissional-cidadão.  Isto tem significado, ao longo de toda a história da instituição, um esforço para propiciar a seus alunos um ambiente que leve à reflexão crítica sobre a conjuntura em que estão inseridos e a profissão que escolheram, de modo a se transformarem em agentes de uma sociedade mais justa e igualitária. 

Com a política de expansão e interiorização da Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica desenvolvida pelo Governo Federal, o IFRN chegou a vários municípios estratégicos do Rio Grande do Norte, registrando em 2011 uma estrutura educacional de 15 campi, sendo o Campus São Gonçalo do Amarante o mais recente desta fase de expansão.

Em 2009 o Plano de Desenvolvimento Institucional do IFRN já apontava a expectativa de expansão da rede na Região Metropolitana de Natal contemplado o município de São Gonçalo do Amarante. Ainda naquele ano se intensificaram as articulações junto ao Governo Federal e ao município para a viabilização do terreno.

ConstruçãoO Campus, com 8 hectares, foi construído nas terras pertencentes a União, onde funcionou a antiga Fazenda Rockfeller, renomada família norte-americana que por muito tempo desenvolveu atividades agropecuárias em São Gonçalo do Amarante. No dia 12 de agosto de 2009 foi assinado o convênio entre o município de São Gonçalo do Amarante e o IFRN. Com a  formalização do documento,  o município garantiu a contrapartida no valor de R$ 500 mil para a execução de obras. Em fevereiro de 2010 iniciaram os serviços de terraplenagem e posteriormente as obras de construção civil. A obra, estimada em R$ 5 milhões, foi garantida por emenda parlamentar e incluída no Plano Plurianual (2008-2011) do Governo Federal.

O prédio da escola, que se encontra em fase de conclusão, será igual aos dos demais campi horizontais do Instituto construídos no interior do Estado e terá 4.440 metros quadrados de área construída, com capacidade para atender até 1200 mil estudantes em cursos técnicos profissionalizantes e superiores, além da ofertas de cursos de formação inicial e continuada (FIC). Em dezembro de 2010 o professor Carlos Guedes Alcoforado foi nomeado Diretor Geral do Campus São Gonçalo do Amarante, Portaria 1661/2010 - Reitoria/IFRN de 30/12/2010.

AudiênciaObjetivando discutir o foco tecnológico do Campus junto com comunidade foram realizadas duas audiências públicas. Na pré-audiência realizada em 21/03/2011 com a presença do Reitor do IFRN, prof. Belchior de Oliveira Rocha, da Pró-Reitora de Ensino, profa. Anna Catharina da Costa Dantas, do Diretor Geral e secretários de educação dos municípios localizados ao entrono de São Gonçalo do Amarante foram encaminhadas proposições a serem tratadas na grande audiência. No mês seguinte aconteceu a segunda audiência pública, o evento, realizando no teatro municipal, reuniu cerca de 200 participantes que discutiram o foco de atuação do Campus. Alinhada à dinâmica socioeconômica da região, a plenária endossou a proposta do IFRN em desenvolver cursos ligados a dois eixos tecnológicos: Infraestrutura e Gestão & Negócios.

Em 19 de maio o Campus realiza seu primeiro processo seletivo para ingresso no curso técnico subsequente em rede de computadores. 110 candidatos concorreram as setenta e duas vagas oferecidas. No dia seguinte iniciaram-se as atividades acadêmicas com a oferta do curso de formação inicial e continuada – FIC de informática básica, onde mais de 300 alunos de AlunosSão Gonçalo e região foram atendidos. “Esses passaram a ser os primeiros alunos a terem acentos nos registros acadêmicos do IFRN/SGA, hoje escrevemos mais um capítulo da História desta instituição centenária” destacou o Reitor, na aula inaugural, que contou também como a participação de populares e autoridades municipais. Na oportunidade Diretor Geral externou a satisfação em ter os alunos dando vida ao Campus: - Façam dessa escola a casa da educação, que os conhecimentos que aqui serão produzidos possam contribuir com o desenvolvimento do município, estado e da nação. Os cursos foram ministrados pelos professores André Oliveira, Érico Braz e Roberto Douglas.

A partir de julho o Campus tomou corpo com a chegada dos servidores, e a instalação dos setores administrativos. A direção geral, a diretoria acadêmica, as coordenações de extensão e de cursos são instaladas para dar suporte a comunidade acadêmica. 

No primeiro semestre de 2012 o Campus avança na conclusão das obras, onde as salas de aulas e laboratórios são concluídos e novos servidores são contratados. Dia 16 de abril marca o início do ano letivo 2012 e também o registro dos primeiros alunos dos cursos técnicos, na forma integrada, e o início do primeiro curso técnico em logística no âmbito do IFRN.

Ações do documento

Página em carregamento