Você está aqui: Página Inicial / Campi / São Paulo do Potengi / Notícias / Estudante do Campus São Paulo do Potengi ganha medalha em olimpíada de Química
Destaque

Estudante do Campus São Paulo do Potengi ganha medalha em olimpíada de Química

13/12/2016 - Desempenho do estudante foi o melhor do IFRN na modalidade A2, direcionada a estudantes do 2º ano do Ensino Médio

Estudante do Campus São Paulo do Potengi ganha medalha em olimpíada de Química

O estudante do Campus São Paulo do Potengi do IFRN Cristiano Victor Medeiros da Silva, de 18 anos, conquistou a medalha de bronze na Olimpíada de Química do Rio Grande do Norte (OQRN). Cristiano disputou a Modalidade A2, direcionada para estudantes de escolas públicas e privadas do Rio Grande do Norte que estejam cursando o 2º ano do Ensino Médio e obteve o melhor resultado entre todos os campi de IFRN.

Com a conquista da medalha de bronze na olimpíada estadual, Cristiano Silva está automaticamente classificado para representar o Rio Grande do Norte e o Campus São Paulo do Potengi nas olimpíadas de química brasileira de Norte-Nordeste em 2017. "Gosto muito de Química. Lembro que a prova (da olimpíada) aconteceu em um sábado, durante o recesso de aulas, então, aproveitei duas semanas de recesso para me preparar", lembrou Cristiano.

Durante a preparação, o estudante foi acompanhado pela professora Ulisandra Ribeiro de Lima. "A Olimpíada de Química do Rio Grande do Norte tem o objetivo de estimular a curiosidade e o gosto pelo conhecimento da Química. A medalha é importante, mas não é a grande finalidade. A Olimpíada deve ser o começo para levar o aluno a uma carreira científica, haja vista que a competição desempenha um papel importante em relação ao ensino de Química", comentou Ulisandra, acrescentando que na fase estadual não houve preparação especial direcionada para a prova, mas para a olimpíada nacional a equipe de professores de Química do Campus São Paulo do Potengi deverá realizar um treinamento específico com o estudante.

A premiação foi entregue ao estudante na tarde desta terça-feira (13), no Centro de Ciências Exatas e da Terra (CCET) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).

 

Ações do documento

Página em carregamento