Você está aqui: Página Inicial / Campi / Reitoria / Notícias / Usina fotovoltaica do Campus Apodi entra em operação
Sustentabilidade

Usina fotovoltaica do Campus Apodi entra em operação

20/11/2017 - Até o final do ano, o IFRN deverá ter os seus 21 campi atendidos pelo programa de energia solar

Usina fotovoltaica do Campus Apodi entra em operação

entada em operação foi marcada pela presença do reitor Wyllys Farkatt

Na última semana, entrou em operação o usina fotovoltaica de energia solar do Campus Apodi do IFRN. O gerador foi acionado pelo reitor Wyllys Farkatt, no dia 14 de novembro. Ele se encontrava no Campus para participar de reunião conjunta entre os integrantes do Colégio de Dirigentes da Instituição e os diretores de Administração, que assistiram à ligação da usina.

Segundo o engenheiro eletricista do IFRN Franclin Róbrias, o gerador fotovoltaico do Campus Apodi tem uma potência instalada de 88,2 kWp. A estrutura é composta por 315 painéis fotovoltaicos de 280 Wp e 3 inversores trifásicos de 25 kW. "Ela foi montada cobrindo parte do estacionamento da unidade, em uma área de 472 m². Estima-se que poderá fornecer 146 MWh/ano para cobrir parcialmente o consumo de energia do Campus, ou seja, 26% da demanda de eletricidade será coberta com a energia proveniente da luz solar", explicou.

De acordo com o servidor, em termos financeiros, cerca R$ 49 mil reais devem ser economizados no primeiro ano de funcionamento do gerador. Além disso,12 toneladas de CO2 deixarão de ser lançadas na natureza.

AMPLIAÇÃO

Com a instalação da usina no Campus Apodi, o IFRN passa a ter 19 das suas 21 unidades de ensino cobertas pelo programa de energia solar, além da Reitoria. No início do mês, foram instaladas usinas nos campi Natal-Zona Norte e Nova Cruz, além de ampliadas as potências em Mossoró, na Reitoria e em Santa Cruz.

"Até o final do ano, deveremos ter todas as unidades da Instituição produzindo parte da sua energia elétrica com as usinas fotovoltaicas. Faltam apenas os campi Ipanguaçu e Macau", comemorou o reitor Wyllys Farkatt Tabosa.

Ações do documento

Página em carregamento