Você está aqui: Página Inicial / Campi / Reitoria / Notícias / Reitor se reúne com senadores do RN
Relações Institucionais

Reitor se reúne com senadores do RN

05/07/2019 - Cumprindo agenda em Brasília, Wyllys foi recebido por Styvenson Valentim e por Zenaide Maia

Reitor se reúne com senadores do RN

Em Brasília, reitor esteve com dois dos senadores da bancada do Rio Grande do Norte

Entre as discussões das quais participou na 97ª Reunião Ordinária do Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Conif), o reitor do IFRN, professor Wyllys Farkatt Tabosa realizou também uma visita a dois dos senadores da bancada do Rio Grande do Norte, a senadora Zenaide Maia e o senador Styvenson Valentim. Entre as pautas, Wyllys tratou de parcerias e apoios para demandas do Instituto, entre elas o Centro de Tecnologia Mineral (CT-Mineral) e o Centro de Tecnologia de Energia Eólica (CT-Eólica), localizados em Currais Novos e João Câmara, respectivamente.

Zenaide Maia

No encontro com a senadora – realizado no Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) – junto ao reitor estavam o assessor especial do Ministro da Educação, Marco Antônio Juliatto, o coordenador-geral de Desenvolvimento e Inovação em Tecnologia Setoriais, Eduardo Soriano Lousada e Francisco Soares da Costa, secretário parlamentar da senadora. Na reunião tratou-se das perspectivas de investimento em energia eólica offshore (captação em plataformas marítimas) no Rio Grande do Norte. A reunião, articulada por Zenaide, partiu do interesse de Soriano Lousada em saber mais sobre o recém-inaugurado CT-Eólica: “O coordenador mostrou-se surpreso com o nível de adiantamento do IFRN na área de pesquisa em energias renováveis”, disse o reitor.

Na prática, o IFRN saiu da reunião com o convite para tornar-se mais um parceiro no desenvolvimento de tecnologia que permita a implantação de usinas de energia eólica offshore no RN. “Nosso potencial, além de muito vento, reside na nossa plataforma marítima, tida como rasa – variando entre 15 e 30m de profundidade – e em mar calmo, o que facilita a implantação dessas usinas. Nesse sentido, o Rio Grande do Norte está fazendo essa parceria com o MCTIC no sentido de construir uma base teórica conceitual para viabilização desse projeto que, possivelmente, levará à implantação das usinas eólicas offshore”, explicou Wyllys. Se confirmada, a parceria unirá IFRN e outras instituições ao Ministério, para que esses conjunto de órgãos trabalhem nesse diagnóstico funcional das condições objetivas para prover informações científicas com vistas à implantação futura das usinas.

Styvenson Valentim

A visita ao gabinete do senador Styvenson partiu de um convite do parlamentar para atualizar o reitor acerca do comprometimento com a educação no Rio Grande do Norte. “Em uma visita muito amistosa e muito gentil, estivemos com o senador, que queria informar a respeito da emenda à Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) que ele apresentou - e que destina verbas à Educação Profissional e Tecnológica (EPT) - à Comissão Mista de Orçamento do Senado da República”, relatou o reitor. Segundo Wyllys, Styvenson demonstrou interesse em temas como os projetos de educação a distância mantidos pelo IFRN, perguntando sobre a possibilidade de expansão dos polos para outros municípios do Rio Grande do Norte. “O senador, na oportunidade, voltou a colocar seu mandato à disposição do nosso Instituto para construirmos projetos de desenvolvimento e educação no RN, com especial atenção voltada à educação básica”, complementou.

“Na oportunidade, falei com o senador sobre o projeto do CT mineral, que foi entregue no Ministério das Minas e Energia (MME), Styvenson nos disse que já tinha ouvido falar do projeto, que estava muito interessado no tema e que queria estudar com calma. Aproveitando o ensejo, o senador convidou-nos para um novo encontro, onde discutiremos projetos estruturantes da instituição para ele conhecer”, finalizou o reitor.

Ações do documento

Página em carregamento