Você está aqui: Página Inicial / Campi / Reitoria / Notícias / Reitor do IFRN recebe doação de terreno para o Câmpus Parelhas
Seridó

Reitor do IFRN recebe doação de terreno para o Câmpus Parelhas

25/04/2013 - As obras da nova unidade devem ser iniciadas no segundo semestre

Reitor do IFRN recebe doação de terreno para o Câmpus Parelhas

Reitor do IFRN assina escritura de doação de terreno para a construção do Campus Parelhas

O Reitor do Instituto Federal do RN, Belchior Oliveira, assinou nesta quinta-feira (25), a escritura de doação do terreno que vai sediar a unidade do Câmpus Parelhas, na região do Seridó. A solenidade foi realizada as 10h30, em frente à sede da prefeitura da cidade, e contou com a presença de autoridades do município. A nova unidade do IFRN está prevista para ser construída em uma área de 45 mil m2, localizada no bairro José Clóvis.

Seis proprietários de terras de Parelhas manifestaram interesse em doar o terreno para a construção da nova unidade de ensino. O escolhido, doado pelo empresário José Ernesto Filho, foi o que apresentou melhores condições técnicas para a execução do projeto. Dentre os pontos observados estão infraestrutura, acessibilidade, mobilidade, topografia, fornecimento de água e energia elétrica.

Após a definição do terreno, o Reitor do IFRN informou que o próximo passo será o encaminhamento de toda documentação necessária para a liberação dos recursos juntos ao MEC. Belchior Rocha informou ainda que o projeto arquitetônico já está pronto e a construção será realizada após o processo licitatório. A previsão é que seja iniciada no segundo semestre deste ano e seja concluída em 2014. “Esperamos que, juntamente com a Copa do Mundo, estejamos comemorando o câmpus Parelhas”, afirmou o Reitor.

O prefeito de Parelhas, Francisco de Assis Medeiros, acentuou que a futura unidade do IFRN no município “é uma luta de muitos anos e a dimensão dela vai muito além da construção de um prédio bonito”.

Em relação aos cursos que serão oferecidos no câmpus Parelhas, o Reitor do IFRN informou que seguirá as características socioeconômicas da região, mas também haverá uma audiência pública na qual a comunidade será consultada.

Ações do documento

Página em carregamento