Você está aqui: Página Inicial / Campi / Reitoria / Notícias / Reitor assina escritura de instalação do Campus Avançado de Jucurutu do IFRN
EXPANSÃO

Reitor assina escritura de instalação do Campus Avançado de Jucurutu do IFRN

28/09/2018 - Momento contou com a presença do reitor, pró-reitores e autoridades da cidade

Reitor assina escritura de instalação do Campus Avançado de Jucurutu do IFRN

O reitor do IFRN, professor Wyllys Tabosa, assinou, nessa quinta-feira (27/9), a escritura que dá início às operações da instalação do Campus Avançado de Jucurutu do Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN). Em reunião com autoridades do município, membros da Reitoria destacaram a importância da chegada do IFRN para a cidade da Microrregião do Vale do Açu e, consequentemente, os avanços sociais e econômicos que a instalação do Campus trará para a região.

Expansão

O momento marcou a transição do terreno doado para a condição de órgão público federal, por meio da qual será possível iniciar as atividades de reforma da escola onde, inicialmente, o Campus funcionará e a construção da nova estrutura física, assim como a definição do eixo tecnológico da unidade. Além disso, nesse momento inicial, estão sendo desenvolvidas articulações e parcerias com a Prefeitura Municipal de Jucurutu para catalisar a implantação do novo campus e o ingresso da população jucurutuense ao Instituto.

De acordo com Wyllys Tabosa, o novo campus possui uma das melhores distribuições espaciais e, com isso, atuará como instrumento de fomento do desenvolvimento local. “Esse é um momento emblemático para o Instituto, porque o município abraçou, desde o início, a ideia da instalação. Eu não tenho nenhuma dúvida que a chegada do Instituto Federal para o município de Jucurutu irá impactar a realidade social e econômica da região”, contou.

Operacionalização

Campus Avançado Jucurutu poderá atender uma demanda de até 400 alunos, por meio das modalidades de ensino técnico subsequente e de formação iniciada e continuada, além das práticas de extensão e pesquisa, que, juntas, compõem o tripé institucional. Sob o modelo de campus horizontal, 10 milhões de reais foram garantidos, pelo Ministério da Educação, para as obras de reforma e construção do prédio.

Para o prefeito de Jucurutu, Valdir Medeiros, a chegada do IFRN para o município representa uma mudança não só no campo educacional, como também no campo social e econômico. “Parabenizo a todos os envolvidos, principalmente a atuação do legislativo municipal e da família Cassiano, além da seriedade do Instituto Federal que, prontamente, abraçou esse sonho com toda a população. Jucurutu e região vão sentir, a médio e a longo prazo, os efeitos positivos dessa instalação, atendendo as necessidades de muitos estudantes do nosso município”, disse.

Audiência pública

No momento, o reitor do IFRN ressaltou a importância da população nas futuras audiências públicas, cujas pautas abordarão as necessidades reais dos cidadãos e a definição do eixo tecnológico, com o qual Jucurutu será agraciado. Essas reuniões serão organizadas pela Pró-Reitoria de Ensino (Proen) e, por meio delas, busca-se a articulação entre setores públicos e privados para levantamento de demandas do município.

Município de Jucurutu

Com mais de 17.692 habitantes, conforme o último senso do IBGE, Jucurutu é o segundo maior município da Microrregião do Vale do Açu. A cidade possui forte desenvolvimento na indústria têxtil e na agricultura e se prepara para a instalação do novo campus do IFRN.

10 anos de IFRN e 109 anos de história

Criada em 29 de dezembro de 2008, a Rede Federal Profissional, Científica e Tecnológica concentra 38 Institutos Federais em todo território brasileiro. Atualmente, o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte possui 21 campi nos municípios de Natal (Natal – Central, Natal – Cidade Alta e Natal – Zona Norte); Apodi; Caicó; Canguaretama; Ceará-Mirim; Currais Novos; Ipanguaçu; João Câmara; Lages; Macau; Mossoró; Nova Cruz; Parelhas; Parnamirim; Pau dos Ferros; Santa Cruz; São Gonçalo do Amarante; São Paulo do Potengi; além do Campus de Educação à Distância e a Reitoria, localizados também na capital potiguar.

Ações do documento

Página em carregamento