Você está aqui: Página Inicial / Campi / Reitoria / Notícias / Professora do IFRN vai desenvolver projeto intercultural na Argentina
Educadores com Causa

Professora do IFRN vai desenvolver projeto intercultural na Argentina

12/08/2019 - Maraísa Alves foi selecionada pela AFS Intercultura entre professores de quatro estados

Professora do IFRN vai desenvolver projeto intercultural na Argentina

A professora Maraísa Alves, do Campus São Paulo do Potengi do IFRN, ganhou uma bolsa no Programa de Intercâmbio Educadores com Causa, da AFS - Intercultura Brasil, entidade internacional que visa a promover intercâmbio entre conhecimentos e culturas. Após avaliação e entrevista online, a ideia da professora de Espanhol foi a selecionada entre outras submetidas por professores do Rio Grande do Norte, Ceará, Paraíba e Pernambuco. O projeto, intitulado Construindo Sentidos na Produção Textual em Espanhol: uma proposta interdisciplinar entre Brasil e Argentina, tem como objetivo desenvolver a produção escrita de diferentes tipologias textuais com estudantes argentinos, usando como suporte demais gêneros que apresentem a diversidade dos aspectos culturais brasileiros. 

“O convênio do IFRN com a AFS - Intercultura Brasil possibilitou minha candidatura no processo, ou seja, o Instituto gera e estimula possibilidades de intercâmbio cultural a seus servidores e alunos”, disse, quando perguntada sobre o papel da Instituição em sua conquista. Maraísa terá duas semanas na Argentina para realizar o desenvolvimento do projeto, que priorizará o conhecimento e a produção de diferentes gêneros textuais (como bilhete; cartão postal; cartaz; e-mail; carta; e notícia), com o intuito, também, de gerar um espaço de propagação de temas como a preservação ambiental, as políticas de previdência atual e a argumentação. “Os alunos e as alunas estudarão as tipologias descritiva, narrativa, expositiva e argumentativa, utilizando-as de acordo com os gêneros textuais abordados”, comentou.

Metodologia

O projeto, que será desenvolvido na escola hospedeira entre os dias 20 de setembro e 4 de outubro, é baseado em três aspectos: a disciplina que a professora ministra no IFRN, os aspectos culturais brasileiros e o sistema educacional do país. “Desse modo, além do projeto intercultural que desenvolverei com os estudantes, poderei partilhar com os professores e o corpo técnico sobre o funcionamento do nosso Instituto, bem como as ações de pesquisa e extensão realizadas e os documentos que orientam nossa jornada”, disse.

Expectativas para o retorno ao IFRN

Como espaço de vivências com outra cultura, Maraísa afirma estar certa de que o intercâmbio será enriquecedor para sua experiência como docente: “terei a oportunidade de participar diretamente da cultura argentina, expondo um pouco de nossas raízes aos hermanos”, disse. “De igual modo, quando retornar às minhas atividades no Campus São Paulo do Potengi, compartilharei o conhecimento sobre apresentação do projeto desenvolvido na escola argentina, bem como uma discussão sobre diferentes aspectos argentinos, tais como os biomas existentes, a história de algumas manifestações culturais, como o tango e a milonga, e, finalmente, uma exposição dos estudantes com salas temáticas que apresentem um pouco da cultura argentina”, concluiu.  

 

Ações do documento

Página em carregamento