Você está aqui: Página Inicial / Campi / Reitoria / Notícias / Prêmio de Empreendedorismo Inovador estimula potencial de estudantes do IFRN
Semana de Ciência, Tecnologia e Extensão

Prêmio de Empreendedorismo Inovador estimula potencial de estudantes do IFRN

04/12/2017 - Competição chega à sua segunda edição

Prêmio de Empreendedorismo Inovador estimula potencial de estudantes do IFRN

Tema central do Prêmio foi “Problemas do Seridó”; Marcílio França

Entre 28 e 30 de novembro dezenas de estudantes de diversos campi do IFRN estiveram em Caicó, mais precisamente na Ilha de Sant’Ana, pondo à prova seus conhecimentos e habilidades acerca de empreendedorismo e inovação. Toda esta movimentação foi estimulada pelo Prêmio de Empreendedorismo Inovador, que, chegando a sua segunda edição, aconteceu dentro da programação da III Semana de Ciência, Tecnologia e Extensão (Secitex).

Com o tema central: “Problemas do Seridó”, o Prêmio consistia em uma competição estadual, de caráter educacional, que objetivava o fortalecimento da formação e estímulo à inserção profissional, à geração empresas e à transferência de tecnologias. Os estudantes de cursos técnicos e superiores, com idade mínima de 16 anos, trabalharam seus projetos focados em algum dos subtemas: Indústria Têxtil, Laticínios, Agronegócio, Turismo Regional, Artesanato e Sustentabilidade Ambiental.

Com quase 100 inscrições de estudantes de cursos técnicos e superiores de todos os campi do Instituto, para a gerente da Incubadora Tecnológica IFRN Natal Central, Claudine Carrilho, o Prêmio foi um sucesso:  “as ideias foram enviadas para a Incubadora, fizemos um filtro e selecionamos 40 ideias, das quais 20 estão aqui na Secitex, através de uma nova triagem. São 20 equipes, cada uma com quatro participantes, que estão participando das atividades como palestras, oficina de Canvas, rodada de mentoria, entre outras. A última etapa é a apresentação oral da ideia, onde o grupo ou representante dele terá de defender o seu negócio para uma banca avaliadora”, disse.

Empolgação e Estímulo

Participante do Prêmio, Giovanna Lima, que cursa o 3º ano do curso técnico em Edificações no Campus Natal-Central, comentou a experiência de participar da competição: “Eu achei muito interessante esta iniciativa do IFRN para nós estudantes, já que ele estimula a capacidade e criatividade da pessoa. Eu acredito que todo mundo tem um lado empreendedor mesmo que escondido dentro de si. Através desse prêmio nós pudemos ter contato e experiências com pessoas mais capacitadas, que nos repassaram ideias e nos ajudaram”, detalhou a estudante.

Aplicação e Benefício Social        
O diretor de Inovação Tecnológica da Pró-Reitoria de Pesquisa e Inovação, professor João Teixeira, avalia como positiva a segunda edição do Prêmio: “A ideia é integrar os alunos de todos os campi e fazer com que eles pensem em uma ideia em comum que seja de relevância sobre o tema central, que é ‘Problemas do Seridó’. Observamos diversas ideias que podem constituir, no futuro, possíveis empreendimentos e soluções tecnológicas”. O diretor comentou ainda a possibilidade de aplicação das ideias para benefício social: “O que estou vendo aqui são situações reais que podem ser aplicadas no cotidiano do pequeno agricultor, ações de combate à desertificação, resolução de problemas de falta de água. Energias renováveis também estão aqui, voltadas à irrigação. Então são ideias reais, dentro do contexto da comunidade local, que mostram o despertar do espírito empreendedor, objetivo do Prêmio”, falou João Teixeira.

Selo Seridó

Premiada com troféu e viagem ao Porto Digital, parque tecnológico localizado em Recife/PE, considerado um dos principais do Brasil, a equipe Selo Seridó é formada por Francisco Fidelis Medeiros, Larissa Fernandes da Silva, Juliana Karla da Silva e Vitor Moisés Rosário Queiroz, alunos do Campus Mossoró. Equipe propunha a criação de um selo de sustentabilidade voltado ao geoturismo, que, fornecendo um padrão de qualidade às atividades turísticas na área do Geoparque Seridó, no Rio Grande do Norte, possam ser empreendidas atividades de proteção à diversidade geológica da região, ao mesmo tempo em que se promova qualificação dos empreendimentos voltados a suprir as demandas turísticas do entorno.

Ações do documento

Página em carregamento