Você está aqui: Página Inicial / Campi / Reitoria / Notícias / Pesquisas e ações do IFRN são destaques em conferências
Connepi 2018

Pesquisas e ações do IFRN são destaques em conferências

30/11/2018 - Professores Augusto Fialho e Patrícia Maia abriram seções de apresentações orais

Pesquisas e ações do IFRN são destaques em conferências

Professor Augusto Fialho compartilha os resultados de sua pesquisa com energia fotovoltaica

Um dos destaques do XII Congresso Norte-Nordeste de Iniciação Científica (Connepi), que aconteceu de 28 a 30 de novembro, em Olinda-PE, foram as conferências. Antes das apresentações orais, realizadas por estudantes de toda Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica, um pesquisador com trajetória acadêmica reconhecida fazia a sua apresentação sobre o tema que seria discutido no grupo de trabalho. Dois professores do IFRN foram convidados para as conferências de abertura.

IFRN SOLAR

Na tarde do dia 28 de novembro, o professor Augusto Fialho compartilhou com estudantes e servidores dos Institutos Federais os resultados de sua pesquisa sobre energia fotovoltaica. Ele mostrou que hoje o país possui 45.917 usinas fotovoltaicas em funcionamento, gerando uma potência de 563.931,83 kw. Em relação a esses números, 7 mil empresas atuam com energia solar e empregam atualmente 20 mil profissionais. De acordo com os dados divulgados pela EPE, a geração de energia solar deve atingir 10% da matriz elétrica nacional até 2030.

"No IFRN, todos os nossos campi e a Reitoria possuem usinas de energia fotovoltaica", destacou o professor. No primeiro semestre de 2018, as usinas instaladas em todas as unidades da Instituição produziram 1.555.167 (Kwh), 27% do que é consumido de energia elétrica, com redução de despesa de R$ 606.515,18. A apresentação foi bastante elogiada e gerou várias perguntas. Um dos pesquisadores questionou qual o caminho o IFRN traçou para construir seu projeto de energia fotovoltaica. O professor Augusto Fialho explicou que se tratou de uma decisão de gestão dos recursos recebidos pela União. "O caminho então foram as licitações. Hoje, temos projetos desenvolvidos pelos nossos próprios alunos", completou.

GESTÃO DE PESSOAS

Patrícia Maia fala sobre a Metodologia DISCNa manhã do dia 29, a professora Patrícia Maia, do Campus Lajes, compartilhou a sua experiência com a aplicação da metodologia DISC para o aprimoramento da gestão no IFRN. Com base em estudos de Marketing aliados à Psicologia, a metodologia propõe uma análise dos perfis de profissionais a fim de auxiliá-los no desenvolvimento de suas atividades e na sua evolução pessoal. São definidos quatro perfis principais: dominância, influência, estabilidade e conformidade.

"Aplicamos a metodologia nos campi São Gonçalo do Amarante e Macau e percebemos que é uma ferramenta importante ao processo de gestão", informou a professora. Os testes são aplicados de forma online, mas as análises são feitas individualmente. O objetivo é mostrar que temos esses traços, mas alguns são predominantes. Conhecendo o seu perfil, o profissional pode verificar quais espaços de trabalho pode ocupar com mais eficiência, além de focar na melhoria do que deseja. "As análises e a forma de trabalhar os resultados encontrados devem levar em consideração, antes de tudo, o ser humano", finaliza a professora.

CONNEPI

Reunindo os trabalhos de Institutos Federais da região Norte e Nordeste, o Connepi foi organizado neste ano pelo IFPE e pelo IF Sertão PE. Ao longo dos quatro dias de programação, o evento contou com apresentações de trabalhos e experiências realizadas por estudantes e professores de instituições de educação e cadeias produtivas de diferentes setores, além de palestras, oficinas, minicursos, workshops e mostras tecnológicas e culturais. 

Ações do documento

Página em carregamento