Você está aqui: Página Inicial / Campi / Reitoria / Notícias / Mulheres Mil: novas perspectivas, novos começos
Campus Currais Novos

Mulheres Mil: novas perspectivas, novos começos

12/03/2019 - O Programa trouxe mudanças significativas na vida de Luiza Jaqueline, moradora da Zona Rural

Mulheres Mil: novas perspectivas, novos começos

Luzia Jaqueline participou do Programa Mulheres Mil do Campus Currais Novos e foi escolhida para retratar um pouco do seu mundo e inspirar mulheres de todas as idades a almejarem o futuro que desejam. Hoje Luzia é aluna do curso de Licenciatura em Química e fala sobre a importância de participar do Programa: “meu primeiro contato com o IFRN foi em 2012, eu vim para um curso do Mulheres Mil, de Processamento de Doces, eu participei durante seis meses desse curso, o que eu gostei bastante, onde aprendemos a fazer doce de leite”, diz. Logo depois, a estudante fez o curso de Horticultora, também pelo Mulheres Mil, e o curso Técnico em Alimentos, em novembro de 2014.

A aluna concluiu o ensino médio em 2004, no Instituto Valdo Pereira. Ela relata que ficou sabendo do Programa em 2012, através de uma associação de produtoras rurais que ficava no sítio onde mora.  Sem estudar durante esse intervalo de tempo, Luiza resolveu retomar os estudos. Foi quando participou do Mulheres Mil no IFRN que começou a pensar em cursar o nível superior. “Meu sonho hoje é ser professora! Depois do Mulheres Mil foi que resolvi continuar meus estudos. A pensar em uma faculdade, em aumentar o meu grau de estudo, de escolaridade”, comenta.

O Programa trouxe mudanças significativas na vida de Luiza: “o que mudou foi que estou mais empenhada a estudar. Estou gostando cada vez mais. Antes eu estava assim, meio que sem querer estudar, mas agora eu estou buscando estudar bastante”, fala, demostrando entusiasmo. Ela também comenta sobre o apoio que recebeu na Instituição: “o IFRN tem vários professores bons, eles incentivam bastante os alunos. Não só para o estudo, mas para a vida.  O modo com que os professores tratam os alunos, eles nos tratam muito bem. Dentro do IFRN você tem vários apoios, não só na parte do estudo, mas também tem algumas bolsas que os alunos ganham para iniciar a sua profissão. O IFRN é muito bom, conclui”. O seu foco agora é concluir o Curso Superior de Química.

Programa Mulheres Mil

O Mulheres Mil começou como experiência piloto em 2007, no Rio Grande do Norte, e em 2011 foi institucionalizado pelo Governo Federal como Programa nacional, por meio da Portaria do MEC nº 1.015, de 21 de julho de 2011. A iniciativa tem o objetivo de aprimorar as oportunidades de trabalho e de educação para mulheres em situação de vulnerabilidade social. 

No IFRN, desde 2011, foram formadas cerca de 3 mil mulheres, através da Pró-Reitoria de Extensão (Proex). Os principais cursos ofertados são os de Formação Inicial e Continuada (FIC), como Auxiliar Administrativo (12,9%), Camareira (10,8%), Modelista e Costureira em Geral (8,0%), Cuidador de Idoso (7,7%), Zeladoria (5,9%), Costureiro (5,9%), Processamento de Frutos (5,0%), Manipulação de Alimentos (4,5%), Produtora de Derivados do Leite (4,4%), Corte e Costura (4,2%), Beneficiamento e Gastronomia do Pescado (4,0%) e Processamento de Doces (3,9%). 

Em 2019, os campi do Instituto vão ofertar 20 cursos diferentes. Cada mulher matriculada recebe o benefício de R$ 120 para permitir o deslocamento até o local do curso. Além das aulas específicas da formação profissional, elas têm disciplinas e atividades que buscam aprimorar a formação social e a autoestima para buscar novas oportunidades no mundo do trabalho ou acadêmico.

 

Ações do documento

Página em carregamento