Você está aqui: Página Inicial / Campi / Reitoria / Notícias / IFRN promove VIII Semana de Ciência e Tecnologia
Campus Zona Norte

IFRN promove VIII Semana de Ciência e Tecnologia

29/11/2018 - “Ciência para redução das desigualdades” foi tema da edição 2018

IFRN promove VIII Semana de Ciência e Tecnologia

A comunidade acadêmica do Campus Natal-Zona Norte recebeu estudantes de escolas públicas e outros visitantes no decorrer da semana

O Campus Natal-Zona Norte do Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN) realizou, entre os dias 26 e 30 de novembro, a VIII Semana de Ciência e Tecnologia (SCTZN) 2018. Este ano o evento abordou o tema “Ciência para redução das desigualdades”, onde reuniu outros quatros eventos de cunho científico e tecnológico: a V Mostra de Ciência e Tecnologia da Zona Norte de Natal (MocitecZN), o IV Simpósio de Iniciação à Pesquisa e Extensão (Sipex), a III Semana de Marketing (Semark) e a V Semana de Licenciatura em Informática (Selinfo).

A semana incluiu exposições de trabalhos, minicursos, mesas-redondas, palestras, intervenções artísticas e uma noite de confraternização. Durante a II Mostra de Cursos, o Campus recebeu cerca de 500 estudantes dos ensinos fundamental e médio de oito escolas públicas da Zona Norte. Na ocasião, os alunos participaram de uma visita guiada pelo Instituto e adquiriram informações sobre o perfil dos cursos oferecidos. Um dos resultados da I Mostra foi o aumento recorde do número de inscrições de candidatos em cursos técnicos no último Exame de Seleção.

Aluno concluinte do Curso Técnico Integrado de Programação de Jogos Digitais do Campus Ceará-Mirim, Alexsandro Alves, relata a experiência de expor um projeto pela 1ª vez na Mocitec. “A semana oferece feedback para o seu trabalho, logo, para quem desenvolve, é de extrema relevância ouvir opiniões externas a fim de saber o que devemos melhorar”, declara. Alexsandro ressalta, ainda, a importância do evento para alunos e visitantes. “Quando o IFRN propõe um evento deste porte, promovendo a cultura científica regional, ele abre as portas para novos pesquisadores, portanto, é de grande valia para nós, estudantes,” diz.

Segundo o professor do Instituto, Pablo Capistrano, a semana é de grande impacto na vida dos estudantes. “O encontro traz produções científicas das mais diversas regiões da cidade do estado, do país e do mundo, contribuindo, desta forma, no desenvolvimento a integração dos conhecimentos e articulação dos saberes no convívio escolar”, afirma.

Ações do documento

Página em carregamento