Você está aqui: Página Inicial / Campi / Reitoria / Notícias / IFRN participa do IV Encontro Internacional de Reitores, realizado na Espanha
Parcerias

IFRN participa do IV Encontro Internacional de Reitores, realizado na Espanha

23/05/2018 - Promovido pelo Banco Santander, a quarta edição do Encontro aconteceu em Salamanca, entre os dias 21 e 22 de maio.

IFRN participa do IV Encontro Internacional de Reitores, realizado na Espanha

Evento reuniu, entre os dias 21 e 22 de maio, mais de 700 reitores de 26 países para discutir "Universidade, sociedade e futuro"

Realizado entre os dias 21 e 22 de maio, o IV Encontro Internacional de Reitores Universia aconteceu em Salamanca, Espanha. Representando o IFRN, Wyllys Tabosa, reitor do Instituto, integrou a comitiva de gestores de instituições de ensino de todo o Brasil. Os brasileiros somaram-se aos mais de 600 dirigentes dos 26 países que compuseram o encontro, que abordou o tema "Universidade, sociedade e futuro". Segundo Wyllys, em Salamanca discutiram-se aspectos importantes para o avanço da educação profissional e educação superior no mundo. “A avaliação é a de que nós, enquanto Institutos Federais, se não temos, ainda, o mesmo patamar de interlocução do ponto de vista do desenvolvimento da pesquisa, estamos bastante bem, talvez até melhores que muitas universidades, do ponto de vista das ações de interlocução com a sociedade, ou seja, das ações de extensão”, disse.

Universia

Promovido pelo Banco Santander, a quarta edição do Encontro aconteceu em Salamanca, como comemoração ao oitavo centenário do nascimento daquela universidade. Na presença do rei da Espanha, Felipe VI e do presidente de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa, a presidente da Universia e do banco, Ana Botín, disse acreditar em uma educação superior baseada em uma formação humanista, transversal e multidisciplinar: "Creio em uma universidade que represente uma fonte de inovação, pensamento crítico e consciência social",disse. No final do evento, Ana anunciou novas 200 mil bolsas para as investidas do Santander em todo o mundo.

Focado em três motores de gestão de conhecimento: ensino, investigação e transferência, o Encontro trouxe dois princípios de atuação: o compromisso com o futuro e o serviço à sociedade. Para Ricardo Ortega, reitor da Universidade de Salamanca, o futuro está no diálogo, “discutindo em nossas salas de aula em torno da transformação digital das universidades a sua capacidade de investigação e seu impacto no desenvolvimento social e territorial”, disse. “Saímos do Encontro com uma mensagem bastante clara: os conceitos de sustentabilidade e de diversidade são base do pensamento da atualidade, sendo elementos necessários ao desenvolvimento de projetos de pesquisa e investigação”, lembrou Wyllys. A série de discussões, segundo o reitor, reiterou a necessidade dos investimentos privados na pesquisa, especialmente nas universidades, porém não esqueceu da indispensável participação do estado na presença do estado. O Encontro de Salamanca deu continuidade ao do Rio de Janeiro (Brasil, 2014), Guadalajara (México, 2010) e Sevilha (Espanha, 2005). A próxima edição do evento será em 2023, na Argentina.

Casa Brasil

Ainda em Salamanca, Wyllys, junto à delegação brasileira de reitores, participou da inauguração da Casa Brasil, Centro de Estudos brasileiros, também sob financiamento da Fundação Universia. Na oportunidade, o reitor do IFRN assinou, junto aos colegas brasileiros, uma carta assumindo compromisso com os Sete Princípios para o Desenvolvimento da Educação Superior no Brasil.

O documento traz as principais diretrizes a serem seguidas pelas instituições educacionais:

  • Melhorar a qualidade do ensino e atualizar a grade curricular;
  • Valorizar a docência e dar aos professores os meios para um ensino adequado ao século XXI;
  • Atuar com responsabilidade social e comunitária;
  • Fomentar a cooperação com outras instituições de ensino;
  • Facilitar e criar meios de financiamento aos estudos para os estudantes;
  • Combater a evasão escolar; e
  • Formar profissionais preparados para os novos desafios do mercado de trabalho.

Ações do documento

Página em carregamento