Você está aqui: Página Inicial / Campi / Reitoria / Notícias / IFRN e Secretaria de Educação realizam reuniões para discutir parcerias
Interinstitucional

IFRN e Secretaria de Educação realizam reuniões para discutir parcerias

12/03/2019 - Encontros foram voltados ao desenvolvimento de ações conjuntas ou “Regimes de Colaboração”

IFRN e Secretaria de Educação realizam reuniões para discutir parcerias

Aprofundamento das Relações Interinstitucionais está entre as metas das parcerias

O IFRN e a Secretaria de Estado da Educação e da Cultura (SEEC) do Rio Grande do Norte deram início a discussões para construção de parcerias. Voltadas ao desenvolvimento de ações conjuntas intituladas “Regimes de Colaboração”, duas reuniões já foram realizadas entre gestores das duas instituições.

O primeiro encontro, realizado no Centro Administrativo, contou com a presença de Getúlio Marques Ferreira, secretário de educação, da secretária-adjunta, Márcia Maria Gurgel Ribeiro, da chefe de gabinete da Secretaria, Socorro Batista, do coordenador de planejamento, Marcus Lael, e do diretor da 1ª Diretoria Regional de Educação e Cultura (Direc), Joás Ferreira de Andrade. Pelo IFRN, o professor Francisco das Chagas Mariz Fernandes, assessor de suporte organizacional, e o reitor do Instituto, o professor Wyllys Farkatt Tabosa. Na oportunidade foram discutidas possibilidades de parcerias e a construção de um protocolo de atividades integradas, observadas as limitações jurídicas e técnico-estruturais.

A segunda reunião aconteceu no gabinete da Reitoria do IFRN. Além de Wyllys, Mariz e Joás e do pró-reitor de Pesquisa e Inovação do Instituto, o professor Márcio Azevedo, integrantes de diversas coordenações da SEEC estiveram presentes e trouxeram suas demandas. Segundo Wyllys, os pontos que foram discutidos estão alinhados com as atribuições previstas pela Lei de Criação dos Institutos [Lei nº 11.892/2008], ‘principalmente no que tange o apoio ao desenvolvimento da educação básica’. Entre os temas de pauta, destacam-se:

  1. Projeto político-pedagógico (PPP) das escolas: dados passados pela equipe reunida dão conta de que somente de 3% a 5% das escolas públicas estaduais têm projeto pedagógico. Assim, uma das demandas é o apoio no sentido de trabalhar um projeto integrado de tal forma que todas as escolas possam desenvolver seu PPP;
  2. Educação Profissional Tecnológica: ações integradas para promover o funcionamento das escolas de educação profissional do estado, em especial os Centros Estaduais de Educação Profissional Tecnológica, integrantes do projeto “Brasil Profissionalizado”;
  3. Relações Interinstitucionais: construção de relações interinstitucionais, voltadas a promover ações integradas entre a Subcoordenadoria de Educação Especial (Suesp), do Governo do Estado, e os Núcleos de Atendimento às Pessoas com Necessidades Educacionais Especiais (NAPNE), presentes nos campi do IFRN;
  4. Bibliotecas: condução de capacitação de pessoas que atuam nas bibliotecas das escolas, buscando qualificar servidores diante da carência de formação e de mão-de-obra especializada.
  5. Capacitação: parceria na formação de pessoas através de capacitação na área de informática básica – voltadas às 16 Direc’s espalhadas pelo estado – e Planejamento Estratégico para as escolas que integram a rede pública estadual de educação.

Para o professor Mariz Fernandes, um dos passos primordiais é o planejamento: “precisamos saber como se darão essas ações, definir qual será a função do Instituto dentro do planejamento geral da Secretaria e saber o que buscam seus gestores, pois só assim poderemos trabalhar no planejamento estratégico para que as ações em conjunto resultem satisfatórias para ambas as instituições”, declarou.

Já o professor Wyllys acredita que “esse grande protocolo entre o Instituto Federal e a Secretaria de Educação será construído no sentido de fortalecer a educação pública do Rio Grande do Norte”. O reitor do IFRN ainda elencou duas propostas que podem integrar o protocolo: “na reunião tratamos de um curso de atualização para servidores das escolas estaduais, através do Profuncionário, e assinalamos com a perspectiva de parceria para que os alunos do IFRN passem a atuar como Jovem Aprendiz nas empresas que prestam serviços ao estado, com oferta qualificada que vai desde a área de mecânica até marketing”, disse. Oferecido na forma de educação a distância, o programa Profuncionário oferece cursos técnicos de Nível Médio na forma Subsequente. As modalidades oferecidas para os cursos, que têm um único módulo de 1280h, são Multimeios Didáticos, Secretaria Escolar, Alimentação Escolar e Infraestrutura Escolar.

Ações do documento

Página em carregamento