Você está aqui: Página Inicial / Campi / Reitoria / Notícias / Índice Geral de Cursos dá ao IFRN maior nota entre Institutos Federais do Nordeste
RECONHECIMENTO

Índice Geral de Cursos dá ao IFRN maior nota entre Institutos Federais do Nordeste

19/12/2018 - Segundo Inep, instituições com índices 4 e 5 são consideradas de “nível de excelência”

Índice Geral de Cursos dá ao IFRN maior nota entre Institutos Federais do Nordeste

Tecnólogo em Alimentos é um dos 34 cursos superiores ofertados pelo IFRN

Nesta terça-feira, 18, o Ministério da Educação e o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) divulgaram o documento anual indicador de qualidade do ensino superior brasileiro, conhecido como Índice Geral de Cursos (IGC). Os cursos superiores do Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN) alcançaram nota 4, o que outorga ao Instituto o selo de “nível de excelência”, em uma escala que varia de 1 a 5.

Para Agamenon Tavares, pró-reitor de Ensino do IFRN, o resultado coroa o empenho de todos os campi e de toda equipe da Pró-Reitoria de Ensino, em especial da Diretoria de Avaliação e Regulação, o que torna motivo de comemoração. “Reconhecendo o trabalho em cada campus, desenvolvido por cada servidor, ressaltamos o agradecimento à equipe da Proen, em especial da Diretoria de Avaliação e Regulação, sempre atenta às nossas necessidades e potencialidades institucionais”, disse.

A avaliação considera o Conceito Preliminar de Curso (CPC) 2017 e leva em consideração todas as áreas avaliadas no Ciclo Avaliativo do Enade. Dessa forma, a avaliação apresentada se refere às áreas e aos eixos tecnológicos dos anos de 2015, 2016 e 2017.  

Entenda os cálculos

O Conceito Preliminar de Curso (CPC) é um indicador de qualidade que avalia os cursos de graduação. Seu cálculo e divulgação ocorrem no ano seguinte ao da realização do Enade, com base na avaliação de desempenho de estudantes, no valor agregado pelo processo formativo e em insumos referentes às condições de oferta – corpo docente, infraestrutura e recursos didático-pedagógicos –, conforme orientação técnica aprovada pela Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior (Conaes).

Os cursos que não tiveram pelo menos dois estudantes concluintes participantes não têm seu CPC calculado, ficando Sem Conceito (SC). Este foi o caso da Licenciatura em Física do Campus Natal Central que, dessa forma, receberá visita in loco no próximo ano de 2019.

IFRN tem maior índice da Região Nordeste

Levando em consideração todos os Institutos Federais da região Nordeste, o IFRN foi a instituição que obteve a maior média. Em números, totalizou 3,0123 (faixa 4), seguido do IFBA com 2,9817 (faixa 4) e do IFPE com 2,9817 (faixa 4).

Qualidade comprovada

Comemorando seus 10 anos de existência enquanto Instituto Federal, o IFRN vem, ao longo do tempo, se destacando na qualidade de suas ações e projetos desenvolvidos nos eixos de ensino, pesquisa e extensão, o que reafirma, de um lado, o compromisso da instituição enquanto ferramenta de transformação da realidade e, de outro, os resultados que contribuem com o desenvolvimento social do Rio Grande do Norte. “Parabéns a todos nós que demonstramos cotidianamente, com qualidade, transparência, participação, democracia e compromisso, a responsabilidade desta Instituição centenária e renovada”, destacou Agamenon.

O Instituto do Rio Grande do Norte, atualmente, possui 34 cursos de nível superior, nos eixos de tecnologia, licenciatura e engenharias, oferecidos em diversos campi distribuídos em todo território potiguar.

Ações do documento

Página em carregamento