Você está aqui: Página Inicial / Campi / Reitoria / Notícias / Gestores do IFRN participam de homenagem à Marta Pernambuco
Pesar

Gestores do IFRN participam de homenagem à Marta Pernambuco

24/05/2018 - Em cerimônia no Centro de Educação da UFRN, pró-reitor de Pesquisa e Inovação leu uma carta escrita por Wyllys Tabosa, reitor do Instituto.

Gestores do IFRN participam de homenagem à Marta Pernambuco

Durante a homenagem, Márcio Azevedo, pró-reitor de Pesquisa e Inovação do IFRN, leu uma carta escrita por Wyllys Tabosa, reitor do Instituto

O Centro de Educação da UFRN realizou na segunda, 21, uma cerimônia em homenagem à memória da professora Marta Pernambuco. Durante o ato, Márcio Azevedo, pró-reitor de Pesquisa e Inovação, leu uma carta escrita por Wyllys Tabosa, reitor do IFRN e ex-aluno de Marta, que foi pró-reitora da Universidade Federal. Wyllys está em viagem oficial fora do país.

Marta Pernambuco, física de formação, integrou o quadro de docentes do Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGED/UFRN). Entre 2004 e 2007, Wyllys foi seu aluno. Abaixo, trechos da carta:

 Uma carta a Marta

“Tomado de surpresa com sua viagem, me veio o desejo de te escrever, saudoso já dos momentos profissionais e pessoais que vivemos entre 2004 e 2007.

(...)

A firmeza de suas convicções sempre foi pautada numa densa e criteriosa fundamentação científica de base filosófica e alicerçada em uma gentileza muita própria de sua personalidade e de seu caráter. Sendo, assim, o contrário do que o imaginário coletivo via de regra nos alertava para uma dureza impassível. Isso me remete a questões internas, quando lembro, por vezes, que o imaginário que criamos em torno de uma pessoa é fruto tão-somente do nosso próprio imaginário. Viver os primeiros momentos desse imaginário em suas aulas do PPGEP refletiam justamente o contrário do que eu tinha em mente.

(...)

Em você há a ética de respeitar os momentos de cada um em seu devido tempo, o cuidado no tratar das coisas que são próprias de cada sujeito em seu devido tempo e a destreza de tratar do conhecimento do outro com a humildade dos sábios que reconhecem e respeitam o pensamento alheio.

(...)

Não posso deixar de falar sobre o seu convite para participar do curso de pedagogia na Terra junto ao movimento social dos Trabalhadores Sem-Terra, o MST, na cidade de Ceará Mirim: naqueles dias de convivência em meio às condições adversas aprendi mais do que ensinei. Aprendi a ser mais solidário, a ouvir o outro. Vivenciei a máxima de que todo o conhecimento acadêmico não vale mais do que a experiência de vida de cada um de nós e de nós com o outro.

(...)

Se de você falo no tempo presente, é por trazer dos ensinamentos de Einstein a certeza de que o tempo é uma abstração. Assim, sei que estás viajando por um lugar chamado tempo; espero que o veículo invisível que te leva seja ainda mais rápido a que a luz, coisa tão sua.

Com carinho, Wyllys”

Ações do documento

Página em carregamento