Você está aqui: Página Inicial / Campi / Reitoria / Notícias / Estudantes do IFRN constroem cápsula do tempo
Meio Ambiente

Estudantes do IFRN constroem cápsula do tempo

08/06/2017 - A atividade aconteceu durante a 1ª Semana do Meio Ambiente do Campus Parnamirim.

Estudantes do IFRN constroem cápsula do tempo

Capsula do tempo do Campus Parnamirim

Os alunos e servidores do Campus Parnamirim realizaram uma atividade curiosa, nesta segunda-feira (5), para finalizar a sua I Semana de Meio Ambiente (Semente). A ação era fazer uma cápsula do tempo, onde alunos, servidores e comunidade externa colocaram mensagens, sonhos, fotos e outros registros.

Uma cápsula do tempo é um recipiente especialmente preparado para armazenar objetos ou informações com o objetivo que eles possam ser encontrados pelas gerações futuras. A do Campus Parnamirim será aberta em 5 de junho de 2027; A intenção é que as pessoas que colocaram seus desejos na caixa estejam no dia da abertura. O objetivo é comparar com o que teremos no futuro.

O organizador da atividade, professor Irapuan Medeiros, definiu o momento como mágico e falou da importância desse tipo de ação alusiva. "Esse grupo está buscando hoje as respostas para o amanhã, tentando encontrar mais acertos que erros, mas temos a certeza que foram mensagens do bem, por um planeta melhor, disse".

De acordo com o professor, cerca de 300 pessoas participaram das atividades. A cápsula foi lacrada e enterrada em um local feito de alvenaria no terreno do Campus, após essa cerimônia simbólica ocorreram apresentações musicais e artísticas.  Para o aluno João Everton Sousa, do 3º ano do curso técnico integrado de Informática, a semana do Meio Ambiente despertou um sentimento de mudança, consciência e sustentabilidade.

"A principal mensagem que permeou o evento foi a de que é possível transformar o mundo à nossa volta com pequenas atitudes e com gestos simples. Você fica chocado com a seca no sertão brasileiro, mas não tem consciência que se gasta litros e litros de água lavando uma calçada. Não se pode reclamar da poluição das grandes cidades, enquanto joga-se papel de balinha nas ruas; não posso reclamar da corrupção, se eu furo a fila em um banco, não posso reclamar da violência e cometer grosserias diárias. Parece clichê, mas a mudança que todos queremos começa realmente com pequenas atitudes, com um apagar de uma luz, com um banho não tão demorado, jogar o lixo no lugar certo, com um por favor, desculpa e obrigado, que aprendemos quando crianças que eram palavras mágicas e realmente são.  Somos 7 bilhões de pessoas no mundo, se cada pessoa toma uma atitude como essas, será possível acreditar e viver uma mudança extraordinária”, disse Everton.

MEIO AMBIENTE

Na última segunda-feira (5) foi comemorado o dia Mundial do Meio Ambiente e os campi Apodi, Canguaretama, Ceará-Mirim, Currais Novos, Natal-Central, Natal-Cidade Alta, Natal-Zona Norte, Parnamirim, Santa Cruz e São Paulo do Potengi realizaram atividades em comemoração a esta data.

Entre as ações, tivemos a criação de uma horta na unidade Rocas, o Triatlo Verde do Campus Santa Cruz e um reflorestamento da Mata do Pilão, feito pelos alunos do Curso Superior de Tecnologia em Gestão de Turismo do Campus Canguaretama.

 

Ações do documento

Página em carregamento