Você está aqui: Página Inicial / Campi / Reitoria / Notícias / Rede de Institutos Federais discute o Trabalho no Século XXI
Evento Internacional

Rede de Institutos Federais discute o Trabalho no Século XXI

11/09/2018 - Organizada pelo IFF, Reditec 2018 acontece entre 10 e 14 de setembro, em Búzius, RJ

Rede de Institutos Federais discute o Trabalho no Século XXI

Parte da delegação do IFRN durante o coquetel de abertura

Mil e duzentos dirigentes, cinco dias de fóruns, homenagens, mesas-redondas, reuniões, exposições, apresentações culturais, palestras… tudo isso (e mais) reunido em um só lugar: a Reunião anual dos Dirigentes das Instituições Federais de Educação Profissional e Tecnológica (Reditec). Essa edição, realizada na cidade de Búzios, está sendo organizada pelo Instituto Federal Fluminense (IFF). O IFRN, com diretores sistêmicos, diretores-gerais, coordenadores, pró-reitores, além do próprio reitor, integra o público da Reunião. Para Wyllys Tabosa, reitor do IFRN, o acolhimento, as temáticas propostas e os bons debates por vir, são a marca dessa edição: “aqui veremos reafirmados os propósitos da rede, sua integração, força e protagonismo. Destaco a importância dada a nossas relações internacionais, vista aqui pela interlocução com nossos parceiros, ”declarou. Entre tais parceiros, o Centro Internacional para Educação e Formação para o Ensino técnico e profissional da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO -UNEVOC), o Colleges and Institutes Canada (CICan) e da Associação Nacional de Universidades Tecnológicas do México (ANUT).

Abertura

Palavras como integração, avanço, irmandade e consolidação marcaram as falas dos membros da mesa que subiram à tribuna de honra. Além de Jeferson Manhães, reitor do IFF e anfitrião do evento, representantes do Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Conif) e da Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica do Ministério da Educação (Setec/MEC), entre outras intituições discursaram sobre a importância de Rede para o desenvolvimento do país: “não há futuro para a nação que nçao passe pelo viés da educação. Essa Rede tem um significado e seus dez anos consolida aquilo qe começou como política de governo e evoluiu para política de estado”, disse o secretário estadual de Educação do Rio de Janeiro, Wagner Victer, destacando o marco de 10 anos da Rede Federal, criada em 2008. Ainda na abertura, Romero Portella Raposo Filho, secretário da Setec/MEC, anunciou alterações no orçamento dos membros da Instituições, ressaltando números: “serão da ordem de R$100 milhões de reais, especificados na Lei de Orçamento Anual (LOA) 2019, o aumento no capital para investimento garantidos para as intituições que compõem a Rede”, declarou.

Gestores do IFRN

Presentes à cerimônia de abertura, alguns gestores falaram sobre as atividades do evento e sobre a relevância de encontros como a Reditec: “esse evento, de suma importância para a Rede, integra a nós, diretores-gerais (DG), num intercâmbio dede vivências que só acrescenta ao nosso fazer institucional. As quatro sessões de Experiências Exitosas (soluções que integram temas e ações do ensino, da pesquisa e da extensão que contribuam para o desenvolvimento institucional e da própria Rede.) são um exemplo disso”, declarou Gerlúzia Azevedo, DG no Campus Parelhas do IFRN. O professor Márcio Azevedo, pró-reitor de Pesquisa e Inovação destacou a importância dos Fóruns realizados na Reunião: “o  evento, entre outros aspectos, tem a relevante contribuição de reunir fóruns das diversas pró-reitorias e diretorias: aqui se  debatem os desafios da pesquisa, da inovação, da pós-graduação, mas também do ensino, da extensão, do planejamento, da gestão de pessoas, da tecnologia da informaçao e da educação profissional com um todo. Na Reditec  nos situamos sobre o que está sendo pensado em termos de rede, trocamos ideias que fortalecem os elos para o nosso desenvolvimento. São cinco dias de bastante interação e prospecção”.

Homenagens

A abertura da Reditec ainda contou com homenagem a ex-reitores, entrega de premiação aos vencedores do concurso “Educação Profissional e Tecnológica na Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP)”, promovido pela Setec/MEC, em parceria com a CPLP e o Conif. A cerimônia foi aberta com a apresentação da Orquestra de Violões, projeto do IFF mantido desde 2014 que conta com a participação de 40 músicos.

Ações do documento

Página em carregamento