Você está aqui: Página Inicial / Campi / Reitoria / Notícias / Defesa da escola pública é destaque em conferências sobre educação
Cooperação internacional

Defesa da escola pública é destaque em conferências sobre educação

30/11/2012 - Dias 5 e 6 de dezembro, o IFRN sediará outra série de conferências, desta vez sobre Ciências Sociais

Defesa da escola pública é destaque em conferências sobre educação

Segundo dia da II Série de Conferências Internacionais em Educação

Aconteceu ontem (29), o último dia da II Série de Conferências Internacionais de Estudos em Ciências da Educação, que teve início dia 28 de novembro, no Câmpus Natal-Central. Na ocasião, os conferencistas Maria Helena Vieira e Carlos Manuel Ribeiro - da Universidade do Minho de Portugal - debateram o ensino da música e o ensino no contexto da sociedade pós-moderna, respectivamente, destacando a importância do acesso universal à escola pública.

A professora Maria Helena apresentou a palestra A Democratização do Ensino da Música em Portugal: Panorama e Desafios. A partir de um panorama histórico, identificou a existência de ramificações na oferta da formação musical em Portugal. Para ela, é necessário superar essas divisões, o que seria feito através de um ensino inicial genérico - que abrangesse todas as áreas - e articulado. Nesse ponto estaria a importância da escola pública. "A ideia é oferecer a toda população a possibilidade de descobrir sua vocação", pontuou Maria Helena Vieira.

Com a palestra "O ensino fundamental e a escola no contexto da sociedade pós-moderna", o professor Carlos Manuel Ribeiro defendeu a existência de uma educação básica universal, obrigatória e gratuita. A finalidade dessa educação seria desenvolver uma função cultural, personalizadora e socializadora. "Só assim teríamos sociedades que conviveriam em paz e não se conflituariam por fatos e desigualdades que não deveriam existir", declarou Carlos Manuel.

Ao final das apresentações dos professores, foi aberto um espaço para a participação da plateia, que questionou, entre outras coisas, sobre a obrigatoriedade do ensino da música e de disciplinas como Português, Matemática e Física. Segundo Carlos Manuel Ribeiro, "o percurso tem de ser preenchido pela diversidade da oferta [de disciplinas e de conteúdos]".

O evento faz parte da cooperação internacional estabelecida entre o IFRN e a Universidade do Minho de Portugal. Segundo o professor do Instituto Dante Henrique de Moura, que ontem (29) abriu as conferências, o objetivo principal da cooperação é "ampliar a qualificação profissional dos nossos servidores nessa fase em que o Instituto se encontra". 

A Pró-reitoria de Pesquisa do IFRN já abriu inscrições para a próxima série de conferências, que vão acontecer dias 5 e 6 de dezembro. Desta vez, a área em questão será Ciências Sociais. Serão debatidos temas como cidadania, jornalismo e mercado de trabalho. As inscrições podem ser feitas até quatro de dezembro, neste endereço. Mais informações aqui.

Ações do documento

Página em carregamento