Você está aqui: Página Inicial / Campi / Reitoria / Notícias / Câmara de Pesquisa e Inovação aprova minutas de documentos normativos
Políticas Institucionais

Câmara de Pesquisa e Inovação aprova minutas de documentos normativos

05/06/2017 - Políticas de Inovação e da Editora do Instituto estiveram em debate

Câmara de Pesquisa e Inovação aprova minutas de documentos normativos

Professores e Técnicos reuniram-se para discutir e aprovar minutas

A Pró-Reitoria de Pesquisa e Inovação (Propi) do Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN) reuniu, na sexta-feira, 26 de maio, técnicos-administrativos e professores que compõem a Câmara de Pesquisa e Inovação do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Consepex) do Instituto. Na pauta, as minutas da Política de Inovação e da Política Editorial da Editora IFRN.

Inovação

Na reunião, o texto dos dois documentos foi lido, discutido, alterado e, ao fim, aprovado por unanimidade dos membros da Câmara. O professor Rodrigo Siqueira Martins, Diretor de Inovação Tecnológica na Instituição, ressaltou a importância da sessão, destacando que, no caso da Política de Inovação, a aprovação da minuta permite a obtenção do enquadramento do IFRN às exigências do Edital 1/2017 da Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii) com o intuito de instalar um Polo de Inovação na Instituição. “Em longo prazo, a Política de Inovação formalizará as atividades do IFRN com empresas e demais entidades com o objetivo de gerar inovação entres os envolvidos. Ela [a política] será instrumento balizador de nossas atividades internas e externas, visando a proporcionar ambientes impulsionadores da inovação dentro da Instituição e em parcerias com entidades públicas e privadas”, finalizou.

Parceria

Após o preâmbulo da discussão, foi ressaltada a importância da Fundação de Apoio à Educação e ao Desenvolvimento Tecnológico do Rio Grande do Norte (Funcern) no processo de desenvolvimento do ecossistema de inovação da Instituição, seja na gestão de recursos financeiros quanto nas fundamentações jurídicas para a implantação desses ambientes inovadores.  

Linhas editoriais

Diante da necessidade de se ter um documento norteador subsidie as ações da Editora IFRN, a professora Darlyne Fontes Virgínio, à frente do setor, encabeçou as discussões que culminaram com a construção da Política Editorial da Editora IFRN. No encontro da Câmara, o documento teve como destaque a formalização de suas linhas editoriais: acadêmica, técnico-científica, de apoio didático-pedagógico, artístico-literária e uma última, voltada à cultural potiguar. Como dito acima, a política foi aprovada por unanimidade.  

 A professora Darlyne fez questão de frisar que o trabalho está apenas começando, pois, tendo sido aprovada a política editorial da Editora IFRN – pela Câmara –, restam a demais publicações do Instituto: “vamos trabalhar posteriormente a política para revistas institucionais e para os anais de eventos”, disse. 

Ações do documento

Página em carregamento