Você está aqui: Página Inicial / Campi / Reitoria / Notícias / Alunos participam de projeto que une prática fotográfica e audiovisual
Campus Natal-Cidade Alta

Alunos participam de projeto que une prática fotográfica e audiovisual

29/12/2017 - Projeto 50 mm busca se integrar com bairro histórico da cidade de Natal

Alunos participam de projeto que une prática fotográfica e audiovisual

Equipe do projeto 50 mm durante cobertura audiovisual da Secitex 2017.

O 50 mm é um projeto de extensão do IFRN Campus Natal-Cidade Alta, que funciona na Unidade Rocas. O projeto é coordenado por Roberto Leite, designer, e pela professora Vanessa Paula Trigueiro, ambos do Campus Cidade Alta. Segundo o coordenador, a ideia surgiu a fim de suprir uma necessidade que o campus tem de fazer cobertura fotográfica e audiovisual dos eventos institucionais. 

O projeto conta com a colaboração de cinco alunos: dois bolsistas de fotografia e três voluntários de audiovisual. Inicialmente foi pensado com a ideia de trabalhar apenas com fotografia, mas depois surgiu a possibilidade de trabalhar com audiovisual, “são 5 alunos e todo mundo faz um pouco de tudo”, explicou Roberto Leite. Os estudantes são do curso Técnico Integrado em Multimídia.

"O 50 mm ajuda na formação profissional, já que tem o foco na fotografia”, afirmou Carmem Silva. Durante a Semana de Ciência, Tecnologia e Extensão do Instituto Federal de Educação (Secitex), em Caicó, os alunos do 50 mm fizeram a cobertura fotográfica durante a programação. Foi o primeiro evento que eles puderam fotografar, além dos muros do Campus em que estudam. “A gente está muito habituado a fotografar no Campus Natal-Cidade Alta, já estamos muito acostumados com os ângulos, e às vezes é uma dificuldade achar coisas novas. Por isso, sair é bom, viver experiências novas e conhecer lugares novos”, falou Rommel sobre a ida à Secitex, em Caicó.

“O projeto se ampliou bastante e funciona como um laboratório, a gente consegue fazer experiências, arriscar, aplicar métodos, encontrar um caminho de pesquisa e desenvolvimento para essa área”, afirmou Roberto. Além da cobertura dos eventos institucionais, os estudantes realizaram oficinas de fotografia oferecidas aos servidores terceirizados do Campus e aos moradores do bairro das Rocas. A avaliação das fotos produzidas é feita coletivamente, com a discussão de critérios técnicos e subjetivos pelos coordenadores junto com os estudantes.

OS CAMINHOS DO OLHAR

Uma exposição na Unidade Rocas do IFRN está sendo planejada para o mês de fevereiro, e visa apresentar à comunidade o resultado do trabalho realizado pelos que estão envolvidos com o projeto. “O objetivo inicial de atender a uma necessidade institucional tornou-se um grande laboratório onde exploramos os caminhos criativos do fazer fotográfico e audiovisual”, finalizou o coordenador. 

Para conhecer mais o trabalho do 50 mm, é só acessar as redes sociais:

YouTube

Instagram


 

Ações do documento

Página em carregamento