Você está aqui: Página Inicial / Campi / Reitoria / Notícias / Aluno do Campus Natal Zona Norte representa o RN em evento da USP
Pesquisa e Inovação

Aluno do Campus Natal Zona Norte representa o RN em evento da USP

22/03/2017 - 15ª edição da Feira Brasileira de Ciências e Engenharia acontece em São Paulo.

Aluno do Campus Natal Zona Norte representa o RN em evento da USP

Credenciado em editais da Propi/IFRN e do CNPq, Magno Matheus é o Rio Grande do Norte na 15ª edição da Feira Brasileira de Ciências e Engenharia.

O estudante Magno Matheus do Nascimento, do curso Técnico de Nível Médio Integrado em Eletrônica, do Campus Zona Norte do IFRN, está representando o Rio Grande do Norte na 15ª edição da Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (Febrace), que acontece de 21 a 24 de março na Cidade Universitária da USP, em São Paulo/SP. É o quinto ano consecutivo que o aquele Campus tem estudantes selecionados para esta mostra, considerada a maior do Brasil para alunos não universitários no mundo científico.

Magno, que tem um dos maiores índices de rendimento acadêmico da turma, desenvolve pesquisas na escola há cerca de 18 meses, utilizando agro-resíduo (oriundo da casca do coco verde) para tratamento e purificação da água. O sucesso de seu trabalho o credenciou como bolsista em editais da Pró-Reitoria de Pesquisa do IFRN e do CNPq, assim como para participação em eventos de alcance regional, nacional e internacional. Na visão do professor Roberto Lima, orientador de Magno, participar de feiras científicas dessa natureza é muito positivo para os alunos e o Instituto. "Além da sempre importante visibilidade institucional, podemos destacar a oportunidade de troca de experiências com estudantes e professores pesquisadores do Brasil e do mundo, ampliando contatos e parcerias com instituições e empresas". 

A pesquisa

"Na busca do aproveitamento de biomassa, cada vez mais abundante no país, realizamos ensaios físico-químicos com o pó obtido da casca do coco verde, que apresenta morfologia porosa e rica em grupos carboxila, hidroxila e carbonila, dentre outros grupos funcionais ativos capazes de atuar na adsorção de cátions metálicos", disse Roberto. No trabalho foram desenvolvidos estudos para verificar a eficiência desse pó no abrandamento da água dura (salobra): "o pó vai dar destino nobre e de caráter sustentável ao agro-resíduo que, depositado de forma irregular no ambiente, propicia, dentre outros problemas, a proliferação de vetores indesejáveis causadores de doenças", finalizou. 

Ações do documento

Página em carregamento