Você está aqui: Página Inicial / Campi / Parnamirim / Notícias / Campus comemora aprovação dos estudantes no SISU
Ensino

Campus comemora aprovação dos estudantes no SISU

06/02/2019 - A grande maioria conseguiu ingressar para a UFRN, mas há também outros que conquistaram vaga em universidades de outros estados, como UFRJ e USP

Campus comemora aprovação dos estudantes no SISU

Alunos aprovados no SISU 2019 - Crédito: Eliane Cristina Pimentel

O Campus Parnamirim inicia mais um ano letivo comemorando as aprovações dos alunos - que concluíram cursos técnicos - no Sisu 2019. De acordo com o levantamento realizado pela Coordenação de Comunicação Social e Eventos, até o fechamento desta matéria, o número de aprovados supera a marca de 60 estudantes. A grande maioria conseguiu ingressar para a UFRN, mas há também outros que conquistaram vaga em universidades de outros estados, como UFRJ e USP. Muitos continuam seguindo a carreira que iniciaram na Instituição, matriculando-se em cursos como Engenharia Elétrica, Tecnologia da Informação, C&T e há aqueles que optaram por outras áreas como Letras, Odontologia e Direito. 

O Diretor Geral do Campus Parnamirim, Ismael Felix Coutinho, externou, em nome dos servidores, a alegria que representa ver os estudantes adentrando no Ensino Superior: “Estamos em festa. O excepcional resultado traduz a excelência da instituição, dos professores e de todos os servidores que trabalham no Instituto. Não há momento maior de prestação de contas do que a transição dos alunos rumo à universidade, com o IFRN sendo o trampolim que lhes proporciona essa vitória”, relatou. 

Veja, abaixo, depoimentos de alguns dos estudantes aprovados:

Victor Queiroga -Aprovado em Sistemas de Informação/USP

“O curso de Mecatrônica que concluí do IFRN Parnamirim influenciou muito. É um curso em que eu pude ver como é trabalhar com mecânica, depois eu pude ver como é desenvolver circuitos eletrônicos, placas, peças. Em seguida pude ver como é programar, como é a lógica de programação, como é o raciocínio que se aplica no dia a dia. E acabei descobrindo que preferia mais a parte mecânica e a de programação. Isso já diminuiu bastante as possibilidades de graduação que eu poderia escolher. E, basicamente, me restou pouquíssimos cursos e Sistemas de Informação, na USP, era a melhor opção. O que eu destacaria na minha passagem pelo IFRN são alguns professores, pois ministraram aula focando no futuro do aluno, imaginando aonde o aluno pode chegar com esse conhecimento que ele está dando e o máximo que esse aluno pode dar com o conhecimento que está aprendendo. Eu achei isso muito importante para que eu me sentisse capaz de sair de Natal e vir para uma faculdade tão mais complicada de entrar”.

Rebeca Araújo - Aprovada em Engenharia Naval/USP

“Eu sempre fui boa em exatas, e por isso sempre pensei em fazer uma engenharia, mas nada me interessava. Um dia fiquei sabendo de Engenharia Naval e me interessou muito. Pesquisei bastante, vi que tinha muito mercado tanto no Brasil quanto fora, e poucas faculdades, então ia ter muita oportunidade de emprego pra mim. Minha trajetória toda foi muito difícil, mas me engrandeceu muito como pessoa. Com certeza hoje, por causa do IF, me sinto mais preparada pra faculdade. O ensino técnico me deu uma noção de como será na universidade, e todos os projetos que eu fiz me ajudaram a desenvolver um senso de autonomia e responsabilidade que eu não teria desenvolvido em outra instituição”. 

Mariana de Oliveira - Aprovada em Letras-Inglês/UFRN

“Comecei a me interessar pela licenciatura após várias experiências inspiradoras com os professores que tive ao longo da vida. O meu desejo de morar fora do Brasil me motivou ainda mais a escolher Letras – Inglês. Alguns professores que tive no IF-PAR contribuíram para essa escolha. Destaco Priscila Seabra e Marta Helena, as quais serão inspirações para a minha formação. O IFRN, enquanto instituição de ensino, me proporcionou um aprendizado único e eficiente. Consegui passar para a faculdade sem estudar pro ENEM, e isso eu devo ao IF".

Rivelino Paulo - Aprovado em Engenharia de Nanotecnologia/UFRJ

“A princípio, eu pretendia cursar a graduação em alguma matéria voltada à Mecatrônica, porém com o tempo eu fui sentindo um grande amor pelas matérias de Química e Biologia - as aulas maravilhosas das professoras Fábia de Química e Thayse de Biologia me motivaram bastante para simpatizar com suas matérias. Dessa forma, fui começando a pesquisar um curso que misturasse tecnologia, química e biologia e daí encontrei Engenharia de Nanotecnologia. O curso de Engenharia de Nanotecnologia só existe em duas UF no Brasil todo, e ambas são no RJ, mas através de pesquisas na internet eu vi que a UFRJ da Ilha do Fundão era a melhor opção, pois os laboratórios eram melhores, e como eu gosto de pesquisar e de projetos científicos, isso é fundamental. O IF me influenciou na escolha do curso por me proporcionar a pesquisa cientifica, algo que eu amei. O IF lhe prepara para o ensino superior, pois a correria de ter que fazer mil e uma atividades, trabalhos e/ou provas exige com rigor a administração do tempo e a organização, o que simula de certa forma a vida na universidade”.

Ismael Fernandes - Aprovado em Comunicação Social – Audiovisual/UFRN

“Durante minha infância e adolescência tive contato algumas vezes com comunicação audiovisual. O mundo de filmes, música, rádio, televisão, YouTube, sempre me deixou curioso. E na busca de entender, comecei a pesquisar e gostar bastante. É uma área que ainda não tem muita força no Brasil, mas não vou trocar fazer aquilo que amo. O curso técnico integrado em Informática me ofereceu a primeira experiência com um computador, morava no interior e não tinha essas oportunidades. Além de aprender a usar e programar uma máquina, entrei no mundo da internet, onde tive minhas primeiras experiências com audiovisual. Já produzi música, vídeos, e trabalho com comunicação na minha paróquia graças ao curso técnico e à disciplina de artes, de onde veio os primeiros contatos com produção, edição de vídeo, sonoplastia, e todo o mundo de comunicação social. Ainda penso em me graduar em TI um dia, pois também sou apaixonado pela área que o curso me apresentou, porém comunicação me pegou de jeito”. 

 

 

Ações do documento

Tags: ,
Página em carregamento