Você está aqui: Página Inicial / Campi / Parnamirim / Ensino | Cursos / Graduação / Tecnologia em Sistemas para Internet

Tecnologia em Sistemas para Internet

Cabeça_Tecnologia em Sistemas para Internet

DOCUMENTOS DO CURSO    


IDENTIFICAÇÃO DO CURSO     

O Curso Superior de Tecnologia em Sistemas para Internet é uma oferta presencial do IFRN-Campus Parnamirim, situado à Rua Antônia de Lima Paiva, nº 155, Bairro Nova Esperança. O projeto pedagógico do curso foi aprovado pela Resolução nº 16/2012-CONSUP/IFRN de 01/03/2012.
O curso pertence ao eixo tecnológico de Informação e Comunicação do Catálogo Nacional de Cursos Superiores de Tecnologia. 

- Objetivos do Curso     

O Curso Superior de Tecnologia em Sistemas para Internet tem como objetivo geral contribuir para a formação de profissionais qualificados, aptos a criar soluções de desenvolvimento para aplicações Web.
Os objetivos específicos do curso compreendem:
•    Ofertar componentes curriculares que associem os aspectos teóricos à sua aplicação prática;
•    Incentivar a participação do aluno em projetos de extensão, tendo em vista a aplicação do conhecimento em prol do corpo social no qual o curso está inserido;
•    Estimular a inserção do aluno em projetos de pesquisa, contribuindo para a transformação dos conhecimentos adquiridos em novos conhecimentos que possam ser posteriormente aplicados;
•    Formar cidadãos com espírito crítico e empreendedor, com visão e competência para atuar na área de tecnologia em sistemas para Internet.

- Perfil Profissional de Conclusão do Curso     

O profissional egresso do Curso Superior de Tecnologia em Sistemas para Internet deve ser capaz de processar informações, ter senso crítico e ser capaz de impulsionar o desenvolvimento econômico da região, integrando formação técnica à cidadania. 

    A base de conhecimentos científicos e tecnológicos deverá capacitar o profissional para:

•   Articular e inter-relacionar teoria e prática;

•   Utilizar adequadamente a linguagem oral e escrita como instrumento de comunicação e interação social necessária ao desempenho de sua profissão; 

•    Realizar a investigação científica e a pesquisa aplicada como forma de contribuição para o processo de produção do conhecimento; 

•   Resolver situações-problema que exijam raciocínio abstrato, percepção espacial, memória auditiva, memória visual, atenção concentrada, operações numéricas e criatividade;

•    Dominar conhecimentos científicos e tecnológicos na área específica de sua formação; 

•    Avaliar e especificar a necessidade de treinamento e de suporte técnico aos usuários;

•    Executar ações de treinamento e suporte técnico em redes ou em sistemas de informação;

•   Atuar na análise de sistemas, propondo soluções para incrementar a produção e diminuir desperdício de tempo e de recursos de trabalho em uma empresa ou instituição;

•   Criar manuais, relatórios técnicos ou especificações que descrevam um sistema (ou parte dele) ou um projeto de redes de computadores;

•    Analisar problemas e desenvolver algoritmos que levem à sua solução;

•    Compreender o funcionamento das estruturas de dados básicas e ser capaz de construir novas estruturas de dados;

•    Desenvolver software em linguagens do paradigma imperativo e orientado a objetos;

•    Analisar e projetar soluções de software utilizando-se de linguagem de modelagem;

•    Interpretar diagramas em linguagem de modelagem e implementar o código correspondente em uma linguagem orientada a objetos;

•    Utilizar ferramentas de apoio ao desenvolvimento de sistemas, tais como ambientes de desenvolvimento integrado (IDEs) e ferramentas que auxiliem ao desenvolvimento rápido (RAD);

•    Conhecer processos e metodologias para o desenvolvimento de software;

•    Desenvolver sistemas corporativos;

•    Compreender o comércio eletrônico, seus desafios e os meios para implantar soluções bem-sucedidas para essa forma de comércio; 

•    Projetar e criar soluções para a aparência, funcionalidade e navegabilidade de páginas na Web;

•    Projetar e implementar bancos de dados;

•    Criar páginas dinâmicas para a Internet, com consulta e atualização de informações em bases de dados remotas;

•    Utilizar frameworks que auxiliam na criação de páginas Web. 

•    Instalar e configurar sistemas operacionais de redes de computadores; 

•    Instalar e configurar protocolos e software de redes; 

•    Desenvolver serviços de administração de redes de computadores; 

•    Compreender e implementar projetos de redes sem fio;

•    Desenvolver aplicações para dispositivos móveis;

•    Lidar com requisitos de segurança em aplicações Web. 

•    Aplicar normas técnicas nas atividades específicas da sua área de formação profissional.

•    Familiarizar-se com as práticas e procedimentos comuns em ambientes organizacionais;

•    Empreender negócios em sua área de formação;

•   Conhecer e aplicar normas de sustentabilidade ambiental, respeitando o meio ambiente e entendendo a sociedade como uma construção humana dotada de tempo, espaço e história;

•    Ter atitude ética no trabalho e no convívio social, compreender os processos de socialização humana em âmbito coletivo e perceber-se como agente social que intervém na realidade;

•    Ter iniciativa, criatividade, autonomia, responsabilidade, saber trabalhar em equipe, exercer liderança e ter capacidade empreendedora; e

•   Posicionar-se critica e eticamente frente às inovações tecnológicas, avaliando seu impacto no desenvolvimento e na construção da sociedade.

JUSTIFICATIVA DA OFERTA PARA O DESENVOLVIMENTO LOCAL     

A área de Tecnologia da Informação (TI) é estratégica em todos os países, pois permeia todas as atividades humanas, das artes às tecnologias, e não se pode imaginar uma sociedade moderna sem computador. Além disso, a aceleração do processo de desenvolvimento de um país depende do quanto a TI está presente. Não é, pois, sem razão que os países mais desenvolvidos do mundo lideram o desenvolvimento e as aplicações das tecnologias de informação. No Brasil, a taxa de crescimento do desenvolvimento de cada Estado depende do fortalecimento das políticas estaduais em relação à área de TI e suas tecnologias.

No âmbito nacional, segundo dados de 2013 da Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (Brasscom), o setor de TI representa 5,2% do PIB brasileiro, e esse mercado movimentou US$ 123 bilhões em 2012. O Brasil já é considerado o quarto maior mercado de tecnologia da informação e comunicação (TIC), ficando atrás apenas dos EUA, China e Japão. Em 2012, o Governo Federal lançou o Programa de Incentivo à Indústria de Softwares e Serviços (TI Maior), que disponibilizará R$ 500 milhões até 2015 para o desenvolvimento de projetos no país, cujas ferramentas serão baseadas em tecnologias fundamentadas principalmente na Internet: Computação em Nuvens, Mobilidade, Redes Sociais e Big Data. Segundo a Brasscom, o segmento de TI precisará de 750 mil novos trabalhadores até 2020 para alcançar a meta de elevar sua participação no PIB para 6,5%. Projeções da Brasscom também indicam que 78 mil novos profissionais serão demandados nos oito principais mercados de TI no Brasil, mas apenas 33 mil estudantes concluirão os cursos superiores da área nesses estados (Rio de Janeiro, São Paulo, Distrito Federal, Paraná, Minas Gerais, Bahia, Pernambuco e Rio Grande do Sul), resultando em uma falta de 45 mil profissionais.

No âmbito local, segundo dados de 2010 do SEBRAE-RN, mais de 90% das empresas de Tecnologia da Informação (TI) do estado do Rio Grande do Norte estão situadas na região metropolitana de Natal. Os segmentos com maior representatividade são manutenção de equipamentos (66%), equipamentos e suprimentos (43%), desenvolvimento de software (30%), consultoria em TI (20%) e web design (11%). Com relação aos cargos mais requisitados pelas empresas, merecem destaque os de programador (40%), analista de sistemas (35%) e web designer (11%). Em Parnamirim, segundo pesquisa realizada em 2013 pelo campus Parnamirim do IFRN para o Programa de Certificação Profissional e Formação Inicial e Continuada (CERTIFIC), cerca de 95% das empresas de TI existentes no município atuam no ramo de manutenção de equipamentos. A implantação do curso superior de Tecnologia em Sistemas para Internet ajudará na formação de mão de obra qualificada para a criação de empresas nas áreas de desenvolvimento de software e redes de computadores, setores estes carentes no município de Parnamirim.

De acordo com dados do censo 2010 do IBGE, a população residente no município de Parnamirim foi de 202.456 habitantes, mas na estimativa calculada em 2013, a população cresceu para 229.414 habitantes. Pertencente à região metropolitana de Natal, Parnamirim vive um intenso crescimento econômico e principalmente imobiliário, se tornando uma verdadeira extensão de Natal. Parnamirim possui um Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) de 0,766, considerado “alto desenvolvimento humano” pela ONU, ocupando a 274ª posição entre os municípios do Brasil, a 4ª posição no Nordeste e a 1ª posição no Rio Grande do Norte. Para se ter um parâmetro, a cidade de Natal possui um IDHM de 0,763, ocupando a 320ª posição nacional e a cidade que ocupa a primeira colocação é São Caetano do Sul (SP), com um IDHM de 0,862. As principais atividades econômicas do município são as de prestação de serviços e da indústria. O setor de prestação de serviços atualmente é a maior fonte geradora do PIB da cidade, rendendo R$ 1.734.857,00 em 2011, segundo o IBGE. De acordo com o IBGE, em 2012 a cidade possuía 3.951 unidades locais, 3.814 empresas atuantes e 82.405 trabalhadores. Já a indústria é o segundo setor mais relevante para a economia do município, rendendo R$ 515.263,00 em 2011, segundo o IBGE. Grande parte deste valor é oriundo do Distrito Industrial, instalado às margens da BR-101 e composto por várias empresas de diferentes ramos e portes. 

Com relação à educação de nível superior, considerando a população com 25 anos ou mais, o censo do IBGE em 2010 apontou que 16,60% dos habitantes do município possuíam ensino superior completo. O município possui algumas instituições privadas de ensino superior, tais como a Faculdade União Americana (UNIAMERICANA), a Faculdade Metropolitana de Ciências e Tecnologia (FAMEC) e a Anhanguera. Entretanto, nenhuma delas oferece cursos na área de Informática. Assim, o curso superior de Tecnologia em Sistemas para Internet será o primeiro da área de Informática a ser oferecido no município.

É importante observar que o amplo campo de atuação do Tecnólogo em Sistemas para Internet vem a atender a demanda por profissionais qualificados em tecnologia da informação não apenas em Parnamirim, mas em todos os municípios vizinhos, dentre os quais se destacam Macaíba, São José de Mipibu, São Gonçalo do Amarante e até mesmo Natal, apesar da capital já possuir inúmeros cursos na área de Informática. O egresso do curso superior de Tecnologia em Sistemas para Internet estará apto a atuar no desenvolvimento de softwares, de interfaces e aplicativos, do comércio e do marketing eletrônicos, além de páginas e portais para Internet e Intranet. O profissional formado poderá atuar ainda na implantação, atualização, manutenção e segurança dos sistemas para Internet e na gerência e desenvolvimento de projetos de sistemas para a rede mundial de computadores, integrando conhecimentos, tais como, bancos de dados, algoritmos e programação, redes e sistemas distribuídos, computação móvel, dentre outros.

 

COORDENAÇÃO DO CURSO     

O Curso é coordenado pelo professor Givanaldo Rocha de Souza, integrante do quadro efetivo do IFRN, regime de trabalho de Dedicação Exclusiva, com graduações em Engenharia de Computação e Tecnologia em Informática, Mestrado em Sistemas e Computação e Doutorado em Ciência da Computação. Tem representatividade nos seguintes colegiados: Colegiado do Curso, NDE, NCE e Colegiado da Diretoria Acadêmica. 

- Atribuições     

•   Coordenação de Curso (Apoio a Gestão);

•   Presidir o Colegiado do Curso no Campus;

•   Coordenar o Núcleo Docente Estruturante do Curso no Campus;

•   Planejar, coordenar e acompanhar a execução das atividades pedagógicas do curso em colaboração com a Diretoria Acadêmica e a equipe técnico-pedagógica;

•   Coordenar a organização e operacionalização do Curso, componentes curriculares, turmas e professores para o período letivo;

•   Zelar pela aplicação dos princípios do Projeto Político-Pedagógico e normas da Organização Didática;

•  Realizar o acompanhamento pedagógico dos estudantes no processo ensino-aprendizagem no que concerne à avaliação de rendimentos, avaliação do desempenho docente e avaliação do curso envolvendo docentes e estudantes e equipe técnico-pedagógica;

•   Realizar reuniões sistemáticas junto ao grupo de docentes do curso;

•   Coordenar as atividades de discussão e revisão do projeto pedagógico do curso;

•   Supervisionar a execução do projeto pedagógico do curso;

•   Acompanhar o processo de avaliação utilizado pelos professores em consonância com o projeto pedagógico do curso;

•   Incentivar o desenvolvimento projetos de pesquisas e extensão;

•   Participar das reuniões dos colegiados, conselhos e grupos relacionados ao curso;

•   Fazer circular informações oficiais e de eventos relativos ao curso de forma clara, objetiva e respeitosa, entre os interessados;

•   Acompanhar o desempenho acadêmico dos estudantes do curso;

•   Acompanhar o preenchimento, recolhimento e atualização dos diários de classe;

•   Efetuar levantamento, organizar e encaminhar demanda de vagas para o curso;

•   Colaborar na elaboração de material de divulgação relacionado ao curso;

•  Participar de todas as solenidades oficiais ligadas ao curso, tais como formaturas, aulas inaugurais, reuniões de recepção de novos estudantes e/ou eventos da área que necessitem a presença do coordenador;

•   Coordenar as visitas técnicas realizadas pelos estudantes do curso, juntamente com os professores;

•   Coordenar a elaboração de processos de autorização de funcionamento e (renovação de) reconhecimento do curso;

•   Articular a realização da Avaliação das Condições de Ensino e Avaliação Institucional no âmbito do Curso;

•   Assinar documentos relativos à vida acadêmica dos estudantes no âmbito do Curso;

•   Coordenar a alimentação e manutenção (atualização) dos dados dos sistemas de registros acadêmicos institucionais e do MEC relativos ao Curso;

•   Potencializar a criação/desenvolvimento de núcleos produtivos e de pesquisa no âmbito do Curso;

•   Articular o planejamento de eventos técnico-científicos, culturais e desportivos promovidos pelo Curso;

•   Coordenar o planejamento e a execução da programação de aulas de campo e visitas técnicas do Curso. 

- Horário de atendimento aos estudantes e professores     

Segunda à Sexta: 09h às 11h30 e 14h às 17h30 

CORPO DOCENTE     

Sistemas de Informação

Álvaro Hermano da Silva

André Gustavo Duarte de Almeida 

Bruno Emerson Gurgel Gomes

Demostenes Santos de Sena 

Fabio Augusto Procopio de Paiva

Givanaldo Rocha de Souza 

Joao Maria Araujo do Nascimento 

Marcelo Varela de Souza

Valerio Gutemberg de Medeiros Junior 

 

Redes de Computadores

Deborah Vieira de Alencar Maia 

Diego da Silva Pereira 

Rodrigo Siqueira Martins 

Tadeu Ferreira Oliveira

Jurandy Martins Soares Junior

 

Eletrônica e Manutenção

Zulmar Jofli dos Santos Junior 

Victor Costa de Andrade Pimentel

Gustavo Fontoura de Souza

Jefferson Pereira da Silva

 

Matemática e Cálculo

Valdemiro Severiano Junior

Kleber Araujo dos Santos

Frank Victor Amorim

 

Língua Portuguesa

Carlos Alberto de Negreiro 

Arlindo Lopes Barbosa 

Maria Aparecida da Silva Fernandes 

 

Língua Estrangeira

Priscila Tiziana Seabra Marques da Silva 

Antônio Henrique Nepomuceno Coelho 

Erika Moreira Santos

 

Filosofia, Sociologia, Metodologia, Gestão e Qualidade de Vida

Antonio André Alves

Lucia de Fatima Vieira da Costa

Xenia Silva Gomes Brandao

Glenda Michelle Marques Fonseca Ferreira Dantas

Irapuan Medeiros de Lucena. 

NÚCLEO DOCENTE ESTRUTURANTE     

O Núcleo Docente estruturante (NDE) atualmente é formado pelos seguintes membros:

NOME TITULAÇÃO   FUNÇÃO
Givanaldo Rocha de Souza Doutor Coordenador do NDE / Coordenador do curso
Bruno Emerson Gurgel Gomes Doutor Professor
Zulmar Jofli dos Santos Junior Mestre Professor
Rodrigo Siqueira Martins Doutor Professor
Diego da Silva Pereira Mestre Professor

CATÁLOGO DE PERIÓDICOS     

Ações do documento

Página em carregamento