Você está aqui: Página Inicial / Campi / Parnamirim / Ensino | Cursos / Graduação / Licenciatura em Formação Pedagógica de Docentes para a Educação Profissional e Tecnológica

Licenciatura em Formação Pedagógica de Docentes para a Educação Profissional e Tecnológica

Cabeça_Licenciatura_FormaçãoDocente

DOCUMENTOS DO CURSO    


IDENTIFICAÇÃO DO CURSO     

O Curso Superior de Licenciatura em Formação Pedagógica de Docentes para a Educação Profissional e Tecnológica, na forma de Programa Especial de Formação Pedagógica, é uma oferta presencial, com certificação equivalente à Licenciatura em Educação Profissional e Tecnológica, com habilitação na área de concentração do curso de graduação do professor-estudante. O projeto pedagógico do curso foi aprovado pela Resolução Nº 01/2015-CONSUP/IFRN, de 13/02/2015.

- Objetivos do Curso     

O presente Curso tem como objetivo geral possibilitar a formação pedagógica do profissional docente não licenciado, em exercício na educação profissional e tecnológica que atua na área ou nas disciplinas de sua formação inicial em nível de graduação tecnológica, bacharelado, engenharia ou equivalente, na forma da lei, considerando-se como um saber plural, constituído pela internalização de saberes da formação científica e pedagógica, saberes disciplinares, saberes curriculares e saberes experienciais.

         Os objetivos específicos do curso compreendem:

•        capacitar o professor-estudante a uma habilitação de nível superior de graduação como licenciado;

•        habilitar o professor-estudante para que ele atue como mediador entre o objeto do conhecimento e o sujeito;

•        capacitar o professor-estudante a estruturar o ensino, de modo que respeite as diferenças individuais dos alunos, facilite o processo ensino aprendizagem, estimule o desenvolvimento das habilidades mentais dos alunos e ocasione condições para aprender a aprender;

•        promover uma compreensão maior do processo de ensino e aprendizagem por parte do professor-estudante, auxiliando-o a adotar estratégias didático-pedagógicas fundamentadas em uma base crítica e reflexiva sobre o objeto do conhecimento;

•        oferecer uma formação que amplie a atuação profissional do professor-estudante, a fim de que possa contribuir para a formação humana e cidadã dos estudantes;

•        estimular o professor-estudante a compreender e aplicar, em sua prática de ensino, a indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão, de forma a acompanhar o aluno em sua formação cidadã e profissional;

•        proporcionar a aquisição de conhecimentos teórico-práticos para qualificar o trabalho pedagógico, visando a adoção de um ensino diversificado, diferenciado e adequado às necessidade dos alunos e ao atual contexto da educação profissional, orientado pelos princípios definidos no Projeto Político-Pedagógico da Instituição; e

•           estabelecer um diálogo entre a formação profissional, os conteúdos a serem trabalhados, as estratégias adotadas, o contexto do trabalho e os sujeitos com os quais interage.

- Perfil Profissional de Conclusão do Curso     

Considerando a necessidade de formar profissionais capazes de atuar na educação profissional, na perspectiva da melhoria da qualidade dos processos de ensinar e de aprender, no âmbito da área de educação profissional e que sejam sintonizados com as necessidades da sociedade e, em particular, da educação, esse profissional deverá ser capaz de:

•        exercer atividades de ensino nas diferentes etapas, formas de ofertas e modalidades da educação profissional e tecnológica;

•        desenvolver estudos e pesquisas de natureza teórico-investigativa da educação e da docência, compreendendo a pesquisa como um dos princípios educativos orientadores da formação docente e atuação profissional;

•        assegurar a integração entre os saberes específicos da disciplina objeto de estudo e a dimensão pedagógica, considerando a necessidade da transposição didática dos conteúdos;

•        estabelecer o diálogo interdisciplinar com outras disciplinas e áreas de conhecimento, bem como a contextualização e articulação entre teoria e prática;

•        fazer a conexão entre os ramos do conhecimento científico, mediando dentro de uma visão interdisciplinar, os programas desenvolvidos de forma integrada e globalizada;

•        dominar os conteúdos da sua área específica e/ou disciplinas e as metodologias de ensino mais adequadas a fim de construir e administrar situações de aprendizagem e de ensino;

•        atuar no planejamento, na organização e gestão do processo de ensino e aprendizagem, envolvendo a seleção de conteúdos, a definição de estratégias didático-pedagógicas, a elaboração de planos de curso, de planos de aula, de atividades e  instrumentos avaliativos;

•        contribuir com o desenvolvimento do projeto político-pedagógico da Instituição em que atua, realizando um trabalho coletivo e solidário, interdisciplinar e investigativo;

•        exercer liderança pedagógica e intelectual, articulando-se aos movimentos socioculturais da comunidade e da sua categoria profissional;

•        compreender o papel social da escola;

•        refletir e desenvolver processos de investigação que possibilitem o aperfeiçoamento da sua própria prática pedagógica;

•        compreender os processos cognitivos do desenvolvimento da aprendizagem e a importância da mediação entre o objeto do conhecimento e o sujeito;

•        estimular o desenvolvimento das potencialidades dos estudantes e a evolução de suas aprendizagens conceituais, atitudinais e procedimentais;  

•        estimular os alunos em sua curiosidade científica, incentivando-os à pesquisa e à reflexão ética perante a sociedade e a natureza, aproveitando as potencialidades locais, sob a perspectiva da sustentabilidade; e

•        desenvolver atividades avaliativas numa perspectiva construtivista, considerando-se as suas múltiplas funções: dialógica, diagnóstica, processual, formativa e somativa.

HISTÓRICO    

A definição pela oferta do Curso Superior de Licenciatura em Formação Pedagógica de Docentes para a Educação Profissional e Tecnológica se dá pela necessidade de capacitação pedagógica para docentes que atuam na Educação Profissional. Este curso surge, portanto, com o objetivo primeiro de oferecer formação pedagógica aos docentes que atuam na Educação Profissional. Consideramos que o curso atende prioritariamente os professores que estão em pleno exercício da docência na Educação Profissional, Técnica e Tecnológica e foi inicialmente ofertado para os docentes do próprio IFRN, posteriormente a oferta foi aberta para demais professores em exercício fora do IFRN.

O Curso Superior de Licenciatura em Formação Pedagógica de Docentes para a Educação Profissional e Tecnológica, vinculado ao programa especial de formação pedagógica na Organização Didática da Instituição, atende ao parecer CNE/CP 07/2009, ao Art. 62-A da Lei Federal 12.796/2013, que determinam que os professores do ensino técnico e tecnológico sejam habilitados em nível superior ou formados por treinamento em serviço, e à política de formação continuada prevista no Projeto Político-Pedagógico do IFRN. Ademais, se adequa às novas diretrizes curriculares para a formação inicial em nível superior, estabelecidas pela Resolução CNE/MEC nº 2, de 2015.

Em consonância com a Política Nacional de Formação dos Profissionais do Magistério da Educação Básica e com Plano Nacional de Formação de Professores da Educação Básica (PARFOR), a criação do Programa Emergencial para formação de Professores da Educação Básica Pública integra o esforço nacional pela melhoria da qualidade do ensino e de valorização do magistério, incluindo programas especiais de formação pedagógica de professores não licenciados, portadores de diplomas de educação superior.

Nessa perspectiva, a formação específica de professores tecnólogos e bacharéis que atuam em cursos na modalidade de Educação Profissional e Tecnológica (EPT) faz-se necessária, uma vez que a dualidade estrutural na organização da educação brasileira ainda é uma realidade na rede de Educação Profissional. Essa necessidade ganha amplitude mediante ao processo de expansão da oferta de cursos de EPT no País, o que, junto, constitui-se como justificativa real para a exigência de uma melhor formação desses professores.

A EPT visa a uma formação geral do sujeito, porém com conhecimentos específicos em uma determinada área profissional, em diferentes níveis de escolarização: fundamental, médio e superior. O egresso da EPT apresenta uma formação diferenciada dos egressos de outras modalidades de ensino da Educação Básica. No entanto, segundo Decreto nº 5154/04, não se pode negar a importância e necessidade da integração entre os conhecimentos científicos como base na formação técnica e tecnológica, referendando os princípios da politecnia, na perspectiva do currículo integrado, e preparação para o mundo do trabalho.

Dessa forma, entendemos que a EPT deva ser, e na prática já é, percebida como uma formação que vai além de uma modalidade da educação básica, visto que as autoridades – legais e acadêmicas – reconhecem que a EPT vai além dessa compreensão de modalidade, tanto que existem redes de ensino próprias para essa formação de pessoas, em sistemas federal, estaduais e até municipais de ensino do País.

A partir dessas reflexões, tem-se o entendimento de que é necessária uma formação pedagógica diferenciada para aqueles que atuam na docência na EPT. Considera-se, portanto, de igual importância e pertinência a discussão acerca da EPT dada a ampla possibilidade de atuação desses futuros profissionais – bacharéis e tecnólogos – como docentes nessa área da educação.

Sob essa premissa, verifica-se a necessidade urgente da formação pedagógica de professores para o ensino na Educação Profissional e Tecnológica, a qual será ofertada nos Instituto Federal, uma vez que a Lei No 11.892, de 29 de dezembro de 2008, que os regulamenta, afirma que um de seus objetivos é ofertar: “[...] cursos de licenciatura, bem como programas especiais de formação pedagógica, com vistas na formação de professores para a educação básica, sobretudo nas áreas de ciências e matemática, e para a educação profissional.” (BRASIL, MEC, 2008.)

 

COORDENAÇÃO DO CURSO     

O Curso é coordenado pela professora Francy Izanny de Brito Barbosa Martins, integrante do quadro efetivo do IFRN, Matrícula SIAPE 1551765, com formação em Pedagogia e em Licenciatura em Educação Artística, Especialista em Psicopedagogia e em PROEJA, com titulação máxima em pós-graduação (stricto sensu) Mestrado em Educação.  Atualmente participa do Programa de Doutoramento em Ciências da Educação da Universidade do Minho/Portugal. A coordenadora possui experiência profissional em Educação, com ênfase em Pedagogia, Avaliação Educacional, Psicopedagogia e Artes Visuais. Possui experiência em magistério superior por 15 anos.  Tem representatividade nos seguintes colegiados: Colegiado do Curso, NDE, NCE e Colegiado da Diretoria Acadêmica.

- Atribuições     

•   Coordenação de Curso (Apoio a Gestão);

•   Presidir o Colegiado do Curso no Campus;

•   Coordenar o Núcleo Docente Estruturante do Curso no Campus;

•   Planejar, coordenar e acompanhar a execução das atividades pedagógicas do curso em colaboração com a Diretoria Acadêmica e a equipe técnico-pedagógica;

•   Coordenar a organização e operacionalização do Curso, componentes curriculares, turmas e professores para o período letivo;

•   Zelar pela aplicação dos princípios do Projeto Político-Pedagógico e normas da Organização Didática;

•  Realizar o acompanhamento pedagógico dos estudantes no processo ensino-aprendizagem no que concerne à avaliação de rendimentos, avaliação do desempenho docente e avaliação do curso envolvendo docentes e estudantes e equipe técnico-pedagógica;

•   Realizar reuniões sistemáticas junto ao grupo de docentes do curso;

•   Coordenar as atividades de discussão e revisão do projeto pedagógico do curso;

•   Supervisionar a execução do projeto pedagógico do curso;

•   Acompanhar o processo de avaliação utilizado pelos professores em consonância com o projeto pedagógico do curso;

•   Incentivar o desenvolvimento projetos de pesquisas e extensão;

•   Participar das reuniões dos colegiados, conselhos e grupos relacionados ao curso;

•   Fazer circular informações oficiais e de eventos relativos ao curso de forma clara, objetiva e respeitosa, entre os interessados;

•   Acompanhar o desempenho acadêmico dos estudantes do curso;

•   Acompanhar o preenchimento, recolhimento e atualização dos diários de classe;

•   Efetuar levantamento, organizar e encaminhar demanda de vagas para o curso;

•   Colaborar na elaboração de material de divulgação relacionado ao curso;

•  Participar de todas as solenidades oficiais ligadas ao curso, tais como formaturas, aulas inaugurais, reuniões de recepção de novos estudantes e/ou eventos da área que necessitem a presença do coordenador;

•   Coordenar as visitas técnicas realizadas pelos estudantes do curso, juntamente com os professores;

•   Coordenar a elaboração de processos de autorização de funcionamento e (renovação de) reconhecimento do curso;

•   Articular a realização da Avaliação das Condições de Ensino e Avaliação Institucional no âmbito do Curso;

•   Assinar documentos relativos à vida acadêmica dos estudantes no âmbito do Curso;

•   Coordenar a alimentação e manutenção (atualização) dos dados dos sistemas de registros acadêmicos institucionais e do MEC relativos ao Curso;

•   Potencializar a criação/desenvolvimento de núcleos produtivos e de pesquisa no âmbito do Curso;

•   Articular o planejamento de eventos técnico-científicos, culturais e desportivos promovidos pelo Curso;

•   Coordenar o planejamento e a execução da programação de aulas de campo e visitas técnicas do Curso. 

- Horário de atendimento aos estudantes e professores     

Sextas-feiras: das 09h às 19h

CORPO DOCENTE     

Alison Pereira Batista

Andrea Pereira da Silva

Antônio André Alves

Francy Izanny de Brito Barbosa Martins

Giovana Gomes Albino

Gisele Oliveira

Givanaldo Rocha de Souza

José Mateus do Nascimento

Karina de Oliveira Lima e vários

Larissa Fernanda dos Santos Oliveira

Lenina Lopes Soares Silva

Maria das Graças Oliveira

Maria Josevânia Dantas

Nadja Maria de Lima Costa

Nívia de Araújo Lopes

Rejane Bezerra Barros

Vânia do Carmo Nobile

Xênia Silva Gomes Brandão

EQUIPE TÉCNICO PEDAGÓGICA    

As ações de suporte e apoio pedagógico à Licenciatura em Formação Pedagógica de Docentes para a EPT do Campus Parnamirim seguem as orientações definidas para a atuação da Equipe Técnico-Pedagógica do Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN). Estas por sua vez, são fundamentadas nos pressupostos teóricos e metodológicos defendidos no Projeto Político-Pedagógico (PPP) da instituição. Embasados pelas concepções teóricas abordadas no PPP, as quais defendem a articulação de experiências e saberes do cotidiano que os estudantes trazem, aos saberes científicos, é que nos propomos intermediar o processo educativo entre docentes e discentes. Assim, temos a preocupação de promover uma formação sólida, contribuindo para o desenvolvimento intelectual dos alunos.

Os membros da equipe Técnico-Pedagógica do campus são: Iaponira da Silva Rodrigues, Maria das Graças Oliveira de Sousa, Maria Jose Oliveira da Silva Bezerra e Vânia do Carmo Nobile.

NÚCLEO DOCENTE ESTRUTURANTE     

Núcleo Docente estruturante (NDE) iniciou suas atividades em 29 de abril de 2016 e foi designado por meio da Portaria Nº 136/2016 – DG/PAR/IFRN Hoje ele é formado pelos seguintes membros:

NOME MATRÍCULA TITULAÇÃO FUNÇÃO
Francy Izanny de Brito Barbosa Martins 1551765 Mestre Coordenador do NDE / Coordenador do curso
Ana Lúcia Pascoal Diniz 1674090 Mestre Professora
Antônio André Alves 2577174 Doutor Professor
Givanaldo Rocha de Souza 1551933 Doutor Professor
José Everaldo Pereira 2375965 Doutor Professor
Karina Oliveira
Mestre Coordenadora de Estágio Docente
Maria Josevânia Dantas 1673876 Mestre Professora
Nadja Maria Lima da Costa
Mestre Professora
Rejane Bezerra Barros 1672892 Mestre Professora
Vânia do Carmo Nóbile 2548852 Mestre Professora

CATÁLOGO DE PERIÓDICOS     

Ações do documento

Página em carregamento