Você está aqui: Página Inicial / Campi / Natal - Cidade Alta / Institucional / Histórico

Histórico

Datado do início do século XX, o antigo casarão que abrigou a Escola de Aprendizes Artífices, o Liceu Industrial e a Escola Industrial de Natal foi cedido à instituição de ensino profissional na gestão do governador Alberto Maranhão, em 1913. 1914


Dessa forma, em 1914, a escola, que começara a funcionar nas instalações do antigo Hospital da Caridade, atual Casa do Estudante de Natal, é transferida para a Avenida Visconde do Rio Branco, n.º 743. O prédio passou por diferentes reformas, entre as décadas de 20 e 30, encampadas pelo Serviço de Remodelação do Ensino Profissional Técnico, numa das quais ganhou o piso superior e a fachada que o caracteriza.


Com a inauguração das novas instalações da Escola Industrial no bairro de Morro Branco, em 1967, o Ministério da Educação repassou o prédio para o Instituto Nacional do Livro. Posteriormente, sua tutela foi concedida à Universidade Federal do Rio Grande do Norte, que instalou no local, entre outros órgãos, sua Televisão Universitária, ali funcionando de 1976 a 1995. 

abandono
Nesse período, a TVU dividiu o espaço com a Associação dos Funcionários da UFRN (AFURN), a Comperve e o Centro Regional Universitário de Treinamento e Ação (Crutac). O prédio abrigou ainda, entre 1978 e 2008, a Associação dos Veteranos da Força Expedicionária de Natal, a Coopercrutac – cooperativa de artesãos, de 1970 a 2008, e, a partir de 1997,  vários grupos artísticos reunidos na Associação República das Artes.


Motivado pela iminência do centenário do então CEFET-RN e pelo estado de abandono em que se encontrava o prédio, a direção geral do Centro Federal de Educação Profissional e Tecnológica, com o apoio da sua comunidade acadêmica e de ex-alunos da antiga Escola Industrial, reivindicou a reintegração de posse do edifício, a qual foi aprovada pelo Conselho Superior da UFRN em novembro de 2007. 

atual

 

No ano seguinte, o CEFET-RN inicia sua recuperação, reinaugurando-o em 23 de setembro de 2009 por ocasião das festividades do centenário da instituição, atualmente denominada Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN).

 

Visite o Portal da Memória do IFRN.

 

Ações do documento

Página em carregamento