Você está aqui: Página Inicial / Campi / Natal - Cidade Alta / Cursos / Cursos Regulares / Curso Superior de Tecnologia em Produção Cultural

A conjuntura brasileira marcada pelos efeitos da globalização, pelo avanço do setor terciário em escala mundial e pelo crescimento da oferta de serviços tem criado novos postos de trabalho e novas demandas para a educação profissional, devido à diversidade e à multiplicação de produtos e de serviços em diferentes áreas de atuação profissional. Na área de Produção Cultural não tem sido diferente.

Com essa compreensão sobre cultura, o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN) projeta o Curso Superior de Tecnologia em Produção Cultural por entender que, num mundo globalizado onde o individualismo e a competição se fazem presentes nas relações produtivas e sociais, nada pode fazer mais sentido do que a oferta de um curso que atenda tanto às exigências científicas e técnicas de formação profissional, quanto ao conhecimento de si mesmo e do meio social, bem como o desenvolvimento de capacidades que permitam a cada um agir enquanto sujeito consciente de seu papel na construção de uma sociedade mais justa e solidária.

Historicamente, registra-se, no Brasil, dificuldade para se lidar com a problemática do preconceito e da discriminação no campo da cultura que interferem na garantia a todos do pleno exercício dos direitos culturais, assim como sobram entraves para o apoio e incentivo à valorização e difusão das manifestações culturais sem hierarquizações. Para contribuir no processo de superação da discriminação e de construção de uma sociedade mais justa, livre e igualitária para todos, sem distinção, o Curso Superior de Tecnologia em Produção Cultural propõe-se tratar do campo étnico, tomando como referência como se desenvolvem atitudes e valores, no campo social, voltados para a formação de novos comportamentos, novos vínculos, em relação à diversidade cultural do país e, em particular, do Estado do Rio Grande do Norte.

A oferta do Curso Superior de Tecnologia em Produção Cultural atende a demanda dos profissionais da área, segundo dados de pesquisa realizada em 2003 pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE), sobre demanda de mercado para o Curso de Gestão Cultural. De acordo com a referida pesquisa, 47% dos entrevistados preferiram o curso em nível técnico e 53%, em nível de graduação.

Com a criação deste curso, o IFRN preencherá essa lacuna e formará profissionais qualificados e capazes de atuar no campo cultural como uma construção coletiva, conscientes de que, ao lidarem com os elementos de uma cultura, estão também criando os paradigmas da percepção e da coesão social necessários ao fortalecimento da democracia no país. Este Curso, a ser oferecido pelo IFRN por meio de um currículo técnico-humanístico, propiciará ao profissional tecnólogo uma formação integral numa perspectiva interdisciplinar da Cultura, da Arte e da Tecnologia na perspectiva de (re)construção de conhecimentos básicos dos diferentes meios de expressão artística, objetos de trabalho do produtor cultural, além de capacitá-lo em processos de planejamento, estruturação e administração cultural.

O IFRN, comprometido com o desenvolvimento do Estado e contando com tradição, experiência, capacidade instalada e profissionais qualificados, procura, por meio do Projeto Pedagógico deste Curso, contribuir na formação de produtores culturais, formando-os por meio do Curso Superior de Tecnologia em Produção Cultural. O curso em nível superior tem como objetivo suprir, numa proposta diferenciada, a demanda local e regional de profissionais para a área de Produção Cultural, tendo como princípio básico a compatibilização das novas exigências legais com as necessidades do mundo da cultura e da arte e da articulação entre ensino, pesquisa e extensão. A formação de produtores culturais contribui, substancialmente, para a melhoria da qualidade dos serviços oferecidos na região e possibilita que o produtor ressalte a função social da cultura e da arte.

Página em carregamento