Você está aqui: Página Inicial / Campi / Natal - Central / Notícias / IFRN realiza Autoavaliação Institucional 2016
PROCESSO AVALIATIVO

IFRN realiza Autoavaliação Institucional 2016

17/02/2017 - Levantamento, realizado via SUAP, deve ser respondido por professores, técnicos e alunos até dia 6 de março

IFRN realiza Autoavaliação Institucional 2016

Com o intuito de avaliar a atuação do Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN) em suas várias dimensões e frentes de trabalho, a Pró-Reitoria de Planejamento e Desenvolvimento Institucional (Prodes), através da Comissão Própria de Avaliação (CPA), realiza mais uma edição de sua Autoavaliação Institucional, referente ao ano de 2016. Voltada ao público interno, a Autoavaliação terá seu questionário disponibilizado no Sistema Unificado de Administração Pública (Suap) até 6 de março e deve ser preenchido por professores, técnicos e estudantes de todos os campi e da Reitoria do IFRN.

Para Solange Thomaz, estatística do Instituto e apoio técnico na CPA, “a importância da autoavaliação reside na contribuição que ela oferece para a tomada de decisões quanto aos rumos institucionais.” Ferramenta que auxilia no planejamento da Instituição, a autoavaliação é, ainda, subsídio para avaliação dos cursos oferecidos pelo Instituto. “O objetivo é olhar para dentro, racionalizando as ações, com foco na realidade de cada campi, a partir de diferentes visões sobre a nossa própria atuação dentro da instituição. O conceito quatro, que hoje o IFRN tem, também é reflexo e resultado dessas avaliações: somente conhecendo a instituição, se pode investir em infraestrutura, bibliotecas e tantas outras coisas”, ressaltou Solange.

Melhorias

Buscando o aprimoramento do processo avaliativo institucional, o questionário 2016 foi construído sob dois aspectos: a participação do público envolvido desde a construção das perguntas e as experiências obtidas com as edições anteriores. “Diminuímos o questionário para algo em torno de 40 questões, que podem ser respondidas em menos de 10 minutos. Essa redução no número de perguntas é resultado da análise dos dados da edição passada que, por ser longa, dificultou a participação do nosso público”, disse Solange Thomaz.

A diretora de Avaliação e Regulação do Ensino no IFRN, professora Tarcimária Gomes, destaca que a análise das respostas ao questionário será norteadora de todo o planejamento institucional para as ações futuras: “O resultado será real, pois a contribuição é de cada um dos que fazem o IFRN", declarou.

 

Ações do documento

Página em carregamento