Você está aqui: Página Inicial / Campi / Ipanguaçu / Institucional / Histórico

Histórico

A história do Campus Ipanguaçu remonta à antiga Fazenda-Escola Cenecista Professor Arnaldo Arsênio de Azevedo, criada em 1988, pela Campanha Nacional das Escolas da Comunidade – CNEC, em parceria com o DNOCS – Departamento Nacional de Obras contra a Seca.

Em março de 1999, após um diagnóstico que constatou a falta de perspectivas de funcionamento da Fazenda-Escola, o Pólo de Desenvolvimento Integrado Açu-Mossoró e a Ong DESENVALE sugeriram a transformação da escola em um Centro de Tecnologias em Agronegócios do Vale do Assu, que passou a ser gerenciado pelo então CEFET-RN.

Em 2006, o CETANVALE foi contemplado pelo MEC com a instalação da Unidade de Ensino de Ipanguaçu, integrando a 1ª fase de expansão da rede federal de educação profissional e tecnológica.

Situada na microrregião do Vale do Açu, cuja principal atividade econômica é a agricultura irrigada, o Campus Ipanguaçu atende a uma população de cerca de 120 mil habitantes, dos quais 58,79% se concentram nas zonas urbanas e 38,92% na zona rural.

Sua oferta educacional vem ao encontro das demandas identificadas para capacitação de profissionais em cursos técnicos, superiores e de formação inicial e continuada nas áreas de meio ambiente e informática, com possibilidade de ampliação para as áreas de pesca, construção civil e segurança do trabalho, atendendo às necessidades de profissionalização de jovens e adultos, proporcionando educação profissional pública, gratuita e de qualidade, além de permitir uma adequada requalificação dos profissionais que atuam nessas áreas, como forma de melhorar os serviços por eles prestados.

Ações do documento

Página em carregamento