Você está aqui: Página Inicial / Campi / Ipanguaçu / Extensão / Prática Profissional / Prática Profissional

Prática Profissional

Modalidades, projetos integradores de pesquisa ou extensão, estágio curricular, formalização, conclusão.

Apresentação

A prática profissional é um procedimento didático-pedagógico que contextualiza os saberes apreendidos, relacionando teoria e prática, viabilizando ações que conduzam ao aperfeiçoamento técnico-científico-cultural e de relacionamento humano.

É obrigatória a todos os estudantes de cursos técnicos de nível médio e superiores de graduação no IFRN, sendo condição para o direito ao diploma de conclusão do curso.

O desenvolvimento da prática profissional deverá ter obrigatoriamente documentos de registro e orientação de um servidor do IFRN.

Os servidores orientadores deverão possuir titulação acadêmica de nível superior e com formação na área da prática profissional, sendo responsáveis pelo controle da carga horária desenvolvida na atividade e pela avaliação do documento final de registro.

No caso de realização de estágio, o orientador somente poderá ser um professor. 

Modalidades de Prática Profissional

  • Projetos integradores/técnicos (ou temáticos), de pesquisa ou de extensão;
  • Desenvolvimento de pesquisa acadêmico-científica e/ou tecnológica;
  • Desenvolvimento de atividades de metodologia do ensino;
  • Estágio curricular;
  • Atividades acadêmico-científico-culturais.

Formalização da Prática Profissional

O mecanismo de planejamento, acompanhamento e avaliação da prática profissional deverá conter os seguintes itens:

  • Elaboração de um plano de atividades, aprovado pelo orientador;
  • Reuniões periódicas do estudante com o orientador;
  • Visita(s) periódica(s) do orientador ao local de realização da prática; 
  • Elaboração do documento específico de registro da atividade pelo estudante; 
  • A apresentação ou defesa pública do trabalho.

Somente poderão ser contabilizadas as atividades que forem realizadas no decorrer do período em que o estudante estiver vinculado ao curso.

Deverão ser registradas todas as atividades desenvolvidas pelo estudante, após aprovação, bem como as respectivas pontuações obtidas e cargas horárias, quando for o caso.

Utilizar os seguintes formulários para formalizar a prática profissional:

Conclusão da Prática Profissional

O limite para a conclusão da prática profissional e para a entrega dos documentos de registro é de 02 semestres após a integralização das disciplinas previstas na matriz curricular ou até o fim do tempo máximo para a conclusão do curso.

No caso de estágio ou de projeto de pesquisa ou de extensão, o estudante terá um prazo máximo de 30 dias, no caso dos cursos técnicos integrados, e de 90 dias, nos demais cursos, para apresentar ao orientador o relatório das atividades desenvolvidas. 

Os relatórios finais deverão ser escritos de acordo com as normas da ABNT estabelecidas para a redação de trabalhos técnicos e científicos, e farão parte do acervo bibliográfico da instituição na forma impressa e digital.

A prática profissional terá uma nota final entre 0 e 100 e o estudante será aprovado com, no mínimo, 60 pontos. Caso o estudante não alcance a nota mínima de aprovação na prática profissional, deverá ser reorientado com o fim de realizar as necessárias adequações/correções e submeter novamente o trabalho à aprovação.

Caso a prática profissional não seja finalizada até o cumprimento das disciplinas do curso, o estudante deverá renovar a matrícula nos períodos seguintes, até o cumprimento da carga horária mínima de prática profissional, entrega e aprovação dos respectivos documentos de registro.

Estas informações não substituem as descritas na Organização Didática do IFRN.

Ações do documento

Página em carregamento